porto aveiro mercadorias

Porto de Aveiro vive um dos melhores períodos de sempre

Marítimo Comentários fechados em Porto de Aveiro vive um dos melhores períodos de sempre 842
Tempo de Leitura: 3 minutos

Se na passada semana a Revista CARGO passou em revista o processo de recuperação do Porto de Lisboa durante os primeiros 5 meses de 2017, apontando os factos operacionais que traduzem o crescimento de um porto que há bem pouco tempo se debatia por paz social, é agora tempo de passar a pente fino a performance de um dos portos lusos que mais tem impressionado no presente ano: o Porto de Aveiro.

Porto de Aveiro: consolidação e recordes, a receita ideal

O ano de 2017 tem mostrado toda a pujança funcional do Porto de Aveiro, como tão bem os dados da AMT corroboram: nos dois primeiros meses do ano, Aveiro cresceu 7,8% face ao período homólogo, pesando 4,7% no mercado nacional. Para tal, atingiu crescimentos de 24,4% na Carga Geral (preponderância para o sub-segmento da carga fraccionada) e de 5,8% nos Granéis Sólidos, perdendo apenas terreno nos Granéis Líquidos (-2,1%).

Esses dados inaugurais tiveram sequência positiva quando a AMT divulgou os resultados do primeiro trimestre de 2017: o Porto de Aveiro registou um crescimento homólogo de 18%, subindo a sua quota nacional para os 5%, graças a uma subida acentuada na Carga Geral (+34,4%, com total mérito a ir para a carga fraccionada) e subidas animadoras, tanto nos Granéis Sólidos (+14,4%, com os Produtos Agrícolas a serem essenciais para o resultado) como nos Granéis Líquidos (+8,4%).

A ascensão consolidada veio, sem surpresas, coroar o primeiro trimestre de 2017 como o melhor de sempre no Porto de Aveiro, atingidas que foram as 743.263 toneladas; mas o sucesso voltaria a acompanhar o trajecto do porto aveirense, e, publicados os dados da AMT sobre os primeiros quatro meses do ano, ficava claro que o percurso do Porto de Aveiro não iria descansar sobre os louros obtidos. Com um crescimento homólogo de 19,2% (fruto da movimentação de 1.643.791 toneladas de carga), Aveiro denotava subidas nos três segmentos, com especial enfoque para a Carga Geral (+31,9%) e para os Granéis Sólidos (+21%).

O mês de Maio trouxe novo recorde inédito para o Porto de Aveiro: a movimentação de 535 mil toneladas de mercadorias fez de Maio o melhor mês de sempre no porto aveirense neste capítulo, esbatendo-se assim o anterior recorde, fixado nas 501 mil toneladas. Perfazendo 2.185.332 toneladas movimentadas nos primeiros cinco meses do ano (dados da AMT), o porto aveirense subiu a sua quota nacional para 5,4%, crescendo 23,8% face ao mesmo período de 2016. A Carga Geral estabilizou num crescimento de 19,1%, ao passo que os Granéis Sólidos chegaram aos 33,7% de crescimento).

As reacções de Braga da Cruz e João Fugas

Já o ano ia no seu quarto mês e toda a comunidade portuária percebia o possante arranque do Porto de Aveiro, feito de crescimentos homólogos animadores e uma estabilidade operacional invejável. João Fugas, presidente da Comunidade Portuária de Aveiro (CPA), concedia, à data, uma entrevista à Rádio Terra Nova, antevendo o futuro «promissor» do porto e elogiando a direcção da APA: «O caminho tem vindo a ser feito com muito cuidado pela administração», vincava, deixando um desejo no ar: «Queremos crescer mais e melhor».

Também em Abril foi a vez de Braga da Cruz, presidente da APA, falar aos microfones da Rádio Terra Nova, não só para analisar o positivo desempenho do porto, mas também para traçar objectivos de um futuro bem próximo: «Queremos que os clientes fiquem contentes e que regressem com mais cargas», focando a fidelização dos clientes como meta indispensável para a integridade competitiva e financeira da infra-estrutura portuária.

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com