Novo Porto do Mar do Norte, que resulta da fusão de Ghent e Zeeland, junta-se ao top-10 europeu

MarítimoComentários fechados em Novo Porto do Mar do Norte, que resulta da fusão de Ghent e Zeeland, junta-se ao top-10 europeu673
Tempo de Leitura: 2 minutos

Numa recente intervenção na rede social Twitter, o especialista em Economia Marítima Theo Notteboom abordou a concretização da fusão entre os portos de Ghent e Zeeland (a primeira levada a cabo entre dois portos de nações distintas), analisando as consequências sistémicas desse passo estratégico.


Região passa a ter quatro portos no top-10 europeu

Foto: NASA World Wind

Para Theo Notteboom, «a recente fusão entre os portos de Ghent, na Bélgica, e Zeeland, nos Países Baixos, tem um impacto na posição do sistema portuário Delta do Reno-Mosa-Escalda na Europa». Este estuário, formado pelos rios Reno, Mosa e Escalda (os três desaguam no Mar do Norte, num delta comum) conta, desde a fusão da nova entidade internacional, «com quatro dos dez maiores portos da Europa em termos de taxa de transferência total – em toneladas métricas», afirmou Notteboom.

Portos do Delta movimentaram 885 milhões de toneladas só em 2016

Refere o especialista que o novo Porto do Mar do Norte manobrou cerca de 62 milhões de toneladas de carga em 2016, ao passo que «os portos do Delta, movimentaram, no seu conjunto, 885 milhões de toneladas e quase 24 milhões de TEU em 2016», juntando Roterdão, Antuérpia ou Zeebrugge. Bem próximo dos «gigantescos e altamente diversificados portos de Roterdão e Antuérpia», o Delta integra «portos líderes em nichos específicos como o manuseio de novos automóveis, energia, biomassa/biofuel e carga a granel», acrescentou.

Região é cada vez mais «núcleo logístico número um da Europa», afirma Noteboom

Na visão do especialista e docente universitário Theo Notteboom, a região que inclui os rios Reno, Mosa e Escalda é, cada vez mais, um pólo agregador de cargas, negócios e poder empresarial – «Grandes parques logísticos podem ser encontrados dentro e ao redor dos portos e ao longo dos corredores em direcção ao ‘hinterland’, tornando a região Delta no núcleo logístico número um da Europa», finalizou.

Foto: Center for Eurasian Maritime & Inland Logistics / Port Economics / Theo Noteboom


Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com