porto lisboa

1,6 milhões de TEU: nunca se tinham movimentado tantos contentores em meio ano!

Marítimo Comentários fechados em 1,6 milhões de TEU: nunca se tinham movimentado tantos contentores em meio ano! 928
Tempo de Leitura: 2 minutos

Como a Revista Cargo noticiou, os portos nacionais movimentaram um número recorde de 48,6 milhões de toneladas nos primeiros seis meses do ano. E para esse resultado, muito contribuiu o segmento dos contentores.

Os dados divulgados hoje pela AMT mostram que o movimento global de contentores registou um número recorde de 969,6 mil unidades e cerca de 1,6 milhões de TEU até Junho, valores que representam crescimentos de +20,3% e +23%, respestivamente, face ao mesmo período de 2016.

Porto de Sines com quase 60% do total de TEU

Neste segmento da carga contentorizada, o grande destaque vai para o porto de Sines que mantém a liderança com uma quota de 59% do total de TEU – mais 4,7% do que no mesmo período de 2016. Já Leixões, Lisboa e Setúbal representam, respectivamente, 19,7%, 15,4% e 5,3% do total.

Destaque também para as operações de transhipment realizadas no porto de Sines, as quais foram foram responsáveis por 82,7% do tráfego do porto, em TEU, e por 48,8% do tráfego de todo o sistema portuário do Continente. Estas operações registaram mesmo um crescimento de 41,1% face ao volume de TEU movimentado no mesmo período de 2016.

Produtos petrolíferos também em destaque

Para o movimento global de carga alcançado até Junho, muito contribuiu a Carga Contentorizada mas também os Produtos Petrolíferos. Se a primeira registou uma variação positiva de +18,9%, o segundo cresceu +19,4%. Tamb+em a carga Ro-Ro registou excelente performance, com crescimento de +15,3%.

A Carga Geral continua a deter a quota mais significativa do mercado portuário, representando 45%. Seguem-se os Granéis Líquidos, com 34,6%, e os Granéis Sólidos, com 20,4%.

Carga desembarcada com maior peso

Entre carga embarcada e desembarcada, a segunda lidera. A carga embarcada (onde se inclui a carga de exportação), atingiu um volume superior a 20,2 milhões de toneladas (+5,6%), para o valor mais elevado de sempre nos primeiros semestres. Já a carga desembarcada (onde se incluem as importações) atingiu cerca de 28,5 milhões de toneladas, constituindo também o valor mais elevado de sempre nos períodos homólogos, excedendo em +9,9% o anterior registado em 2016.

Por portos, Sines, Leixões e Aveiro conseguiram os melhores semestres de sempre!

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com