WISTA Portugal: um passo decisivo rumo ao ‘empowerment’ feminino no ‘Shipping’ global

Marítimo Comentários fechados em WISTA Portugal: um passo decisivo rumo ao ‘empowerment’ feminino no ‘Shipping’ global 349
Tempo de Leitura: 2 minutos

O dia de ontem ficou marcado pela cerimónia de apresentação oficial da WISTA Portugal (Women’s International Shipping and Trading Association Portugal), associação que tem como primordial fundamento a captação e fomento da presença do género feminino no universo global das altas chefias, ao nível executivo, nos sectores de transporte marítimo, logística e do comércio marítimo internacional.



WISTA Portugal, a nova associação que promoverá o empowerment feminino no Shipping

A cerimónia, ocorrida às 17 horas na Gare Marítima de Alcântara, inseriu-se no segundo dia da Portugal Shipping Week e contou com a presença e discurso da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. «Dar poder às mulheres é crucial para promover a igualdade de género, assim como uma efectiva igualdade de género é crucial para o desenvolvimento equilibrado das sociedades», explicou a ministra. «O empowerment das mulheres é nuclear», acrescentou Ana Paula Vitorino.

Num contexto de crescente ascensão do género feminino nas instâncias de decisão, os números ainda demonstram um claro domínio dos homens em posições de maior poder – torna-se assim urgente equilibrar os pratos da balança, e é nesse enquadramento que surge a WISTA International, que agora passará a ter representação em Portugal (a WISTA Portugal terá sede no Funchal), na pessoa de Carla Olival, assessora jurídica da European Mar e gerente da Marítimos Manning Portugal.

Um Mar mais feminino, um Mar mais promissor e mais equilibrado

«As actividades da Economia Azul continuam a ser maioritariamente desempenhadas por Homens, e sobretudo chefiadas por Homens», apontando a uma mudança de paradigma que a própria já vem promovendo nas entidades que tutela: «Apraz-me comunicar que, num sector profundamente masculino, o conjunto das entidades tuteladas pela área de governação do mar tem uma taxa de feminização de 43%, sendo que 50% dos dirigentes máximos das entidades do Ministério do Mar são Mulheres, o que é aproximadamente o triplo da média nacional», afirmou Ana Paula Vitorino.

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, será Presidente do Conselho Honorífico, sendo que Lídia Sequeira, Presidente dos portos de Setúbal, Sesimbra e Lisboa será também membro honorário da associação.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com