navios autónomos rolls-royce

Rolls-Royce e Google aliam-se para impulsionar chegada dos navios autónomos

Marítimo Comentários fechados em Rolls-Royce e Google aliam-se para impulsionar chegada dos navios autónomos 501
Tempo de Leitura: 2 minutos

O desenvolvimento de navios autónomos poderá ter ganho um novo impulso com a entrada em cena da poderosa Google, que firmou com a construtora Rolls-Royce uma parceria no âmbito da busca por navios inovadores guiados por novos padrões de Inteligência Artificial (IA). O acordo foi assinado na Suécia, durante o evento ‘Google Cloud Summit‘, e permitirá à fabricante ter acesso à ferramenta digital Cloud Machine Learning Engine, da Google.

Rolls-Royce e Google juntas para acelerar chegada dos navios autónomos

A parceria abrirá à Rolls-Royce as portas do melhor que o mundo informático que a multinacional norte-americana Google pode oferecer: garantido o acesso à Cloud Machine Learning Engine, a construtora inglesa poderá assim incrementar a sua IA e melhorar seus sistemas de classificação, detecção, identificação e rastreio de objectos passíveis de serem encontrados nos mares por um navio autónomo. Para Karno Tenovuo, da Rolls-Royce, o futuro está ao virar da esquina e o sector marítimo não tem de esperar para agarrar a oportunidade da automação.

«Enquanto os sistemas inteligentes de conscientização ajudarão a facilitar a implementação de um futuro autónomo, nada impede que possam já beneficiar os negócios marítimos, tornando os navios (e as suas tripulações) mais seguros e mais eficientes», comentou Tenovuo. «Ao trabalharmos com a ‘cloud’ da Google, podemos tornar estes sistemas ainda melhores, mais céleres e mais seguros», completou. Utilizando a ‘cloud‘ da multinacional, a Rolls-Royce criará modelos personalizados de aprendizagem capazes de interpretar vasta informação marítima.

Modelos de aprendizagem são cada vez mais céleres e fiáveis

Estes modelos de aprendizagem baseiam-se em combinações de algoritmos, conjuntos de ferramentas e de técnicas digitais que simulam e mimetizam o fenómeno da aprendizagem humana; estes modelos analisam blocos de informação com o objectivo de reconhecer padrões actuantes e solucionar problemas, antever obstáculos e até efectuar deduções seguras com base em dados ‘guardados’. «Hoje, os modelos de aprendizagem bem treinados conseguem efectuar análises preditivas mais rapidamente que os humanos», acrescentou Karno Tenovuo.

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com