ferrovia ferroviário

«A ferrovia é mesmo o futuro», assegurou o Ministro das Infra-estruturas

TerrestreComentários fechados em «A ferrovia é mesmo o futuro», assegurou o Ministro das Infra-estruturas505
Tempo de Leitura: 2 minutos

Durante a consignação da obra do troço da linha da Beira Alta Guarda-Cerdeira (que contempla 14 quilómetros e representa um investimento de 8,7 milhões de euros) e de lançamento do concurso da empreitada do troço Pampilhosa – Santa Comba Dão e construção da Concordância da Mealhada (66 milhões de euros), o ministro das Infra-estruturas vincou que investimento na ferrovia é uma «das maiores apostas» do Governo.

Ferrovia «é uma das maiores apostas» do Governo, vincou Pedro Nuno Santos

«A ferrovia é uma das maiores apostas deste Governo. Queremos que seja uma das maiores apostas consensuais do país, independentemente de quem governa ou vier a governar Portugal. Que não pare esta aposta no meio de transporte do futuro», declarou, durante a cerimónia, Pedro Nuno Santos. Citado pelo ‘Jornal de Negócios’, o governante lembrou que os comboios permitem maior conectividade estrutural que, por exemplos, os automóveis.

«O comboio é mesmo o futuro, a ferrovia é mesmo o futuro», tendo também em conta a ligação a Espanha e à Europa, observou. O líder da pasta das Infra-estruturas referiu ainda que a ferrovia deve ser um meio inclusivo, não se centrando apenas nas cargas: «Nós não queremos ter apenas uma ferrovia para transportar vagões e mercadorias. Nós queremos que as pessoas, que os cidadãos portugueses e europeus, usem também a ferrovia».

Recuperação de material circulante também é prioridade

Pedro Nuno Santos abordou ainda a recuperação de material circulante – no futuro, a reutilização de várias composições e carruagens será uma realidade, assegurou. «Vamos investir na ferrovia em Portugal. Temos toda a capacidade, entre Estado, CP – Comboios de Portugal, EMEF, academia, universidade e sector privado, para conseguirmos dar um grande contributo para este esforço, que é: novos comboios, mais comboios a circular em Portugal», frisou, assinalando também que os novos comboios «podem ser desenvolvidos e, na sua grande maioria, feitos em Portugal».

Com Jornal de Negócios

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com