Secretário de Estado das Infra-estruturas Jorge Delgado Plano Ferroviário

«A mobilidade é, cada vez mais, sinónimo de liberdade», salientou Jorge Delgado

Logística, Terrestre Comentários fechados em «A mobilidade é, cada vez mais, sinónimo de liberdade», salientou Jorge Delgado 407
Tempo de Leitura: 2 minutos

O arranque dos trabalhos do 14º Congresso da ADFERSIT contou com a intervenção do Secretário de Estado das Infra-estruturas, Jorge Delgado. Em representação do Executivo, Jorge Delgado deixou rasgados elogios ao contributo da associação para uma partilha de conhecimento mais efectiva no sector dos Transportes e deixou uma certeza sobre o tema central do evento: «A mobilidade é, cada vez mais, sinónimo de liberdade».

Jorge Delgado elogiou contributo da ADFERSIT

O Secretário de Estado das Infra-estruturas saudou a ADFERSIT «pelo importantíssimo contributo que durante a sua existência tem dado a um sector que tão importante na nossa vida colectiva». «A ADFERSIT tem, no seu ADN e génese, uma vocação especialmente centrada nos temas ferroviários. E se esta vocação tem uma enorme importância, há muito que a ADFERSIT percebeu que sem beliscar sem retirar importância aos temas da ferrovia, podia e devia alargar o seu âmbito de acção ao vasto ecossistema da mobilidade, tendo-se tornado uma referência na divulgação das realidades e potencialidades dos sistemas integrados de transportes, a nível nacional e internacional», declarou Jorge Delgado.

A associação terá um papel decisivo na contribuição «para as decisões que o país tem de tomar nos próximos tempos», lembrando Jorge Delgado que é «obrigação dos Estados e dos governos de decidir de forma informada. Para tal devemo-nos socorrer do conhecimento das instituições públicas e da partilha de conhecimento com a experiência do sector privado, e, naturalmente, com instituições como a ADFERSIT, cujo contributo desinteressado para a adopção das melhores práticas e decisões é para nós de extrema importância». Pela frente, o país terá um «grande desafio» e um «desígnio complexo»: a mobilidade sustentável para todos, que, frisou, se trata de um «pilar essencial das nossas vidas».

«A eficácia na mobilidade traz a optimização de recursos»

«A mobilidade é, cada vez mais, sinónimo de liberdade», salientou o secretário de Estado. «A eficácia na mobilidade traz a optimização de recursos, e, por isso, menos consumo. E traz ainda a utilização de recursos movidos por fontes mais amigas do ambiente», e «economia de tempo». Enquadrando o futuro, Jorge Delgado abordou os dois grandes instrumentos que moldarão o rumo do país na próxima década: o Programa de Resiliência e o Plano Nacional de Investimentos 2030 (PNI 2030). «Portugal precisa que estes investimentos se façam e saiam do papel. Deles depende o nosso futuro, a ligação à Europa e a competitividade das nossas empresas», sublinhou, realçando a necessidade de criar um «sistema global de mobilidade que contribua para a coesão territorial, que esteja ao serviço das pessoas e da economia».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com