Abastecimento do maior navio-grua submergível do mundo, em Cabo Verde, liderado pela Navex

Marítimo Comentários fechados em Abastecimento do maior navio-grua submergível do mundo, em Cabo Verde, liderado pela Navex 500
Tempo de Leitura: 2 minutos

O navio ‘Coral Fraseri’ já chegou a São Vicente, em Cabo Verde, para efectuar o abastecimento com gás natural do maior navio-grua submergível do mundo, o ‘Sleipnir‘, fundeado na Baía do Porto Grande desde o dia 12, deu conta a publicação ‘Mindel Insite‘. Esta operação, liderada pela Navex, adivinha-se morosa e árdua, sendo expectável que dure cerca de 19 horas, «tempo necessário para as equipas acertarem as agulhas e fazerem o transbordo de 1.300 toneladas de gás natural para a embarcação», explicou a publicação cabo-verdiana.

Em entrevista ao ‘Mindel Insite’, Bruno Silva, director da Navex Cabo Verde, abordou a operação, considerando que os contornos singulares da mesma espelham a capacidade do país e do aproveitamento da sua localização estratégica. O ‘Sleipnir’, explicou, trabalha principalmente com indústrias petrolíferas, mas começa a emergir um novo mercado: os parques eólicos em alto mar. «A ideia e o conceito de um navio-grua como este é sobretudo trabalhar em plataformas petrolíferas. Fazer mais movimentos em menos tempo. Isto é, ao invés de peças mais pequenas, este navio consegue construir tudo de uma vez, tendo em conta a sua capacidade em levantar 20 mil toneladas», comentou.

O ‘Sleipnir’ foi construído há seis meses na Singapura e tem capacidade para acomodar 400 trabalhadores. «O abastecimento com gás natural será feito pelo navio Coral Fraseri, que acompanha a grua para todo o lugar, tendo em conta que o produto ainda é novo na indústria marinha. São poucos os navios que utilizam gás natural», observou Bruno Silva, que deu duas razões para a paragem técnica do navio em São Vicente: «a proximidade com o Brasil e a segunda as condições naturais da Baía do Porto Grande, que são ideais para este tipo de operações».

Abastecimento é reflexo da capacidade de Cabo Verde: «filão» é aposta da Navex

Para o director da Navex Cabo Verde, o sucesso deste abastecimento reflecte a capacidade do país em ser um ponto de suporte técnico para um número que se espera cada vez maior de operações desta natureza. «A Baía do Porto Grande tem capacidade para atender muito mais operações destas. Este é um filão que a Navex está a apostar. Cabo Verde está posicionada para este tipo de negócio e creio que o próprio Governo tem uma estratégia para o Atlântico Médio, tendo em conta a localização do país. Mas ainda há um longo caminho a percorrer», finalizou.

Com ‘Mindelinsite’

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com