Acessibilidades marítimas: Setúbal poderá «captar tráfegos» de outros países, diz Ministra do Mar

Marítimo Comentários fechados em Acessibilidades marítimas: Setúbal poderá «captar tráfegos» de outros países, diz Ministra do Mar 324
Tempo de Leitura: 2 minutos

Ocorreu ontem (dia 12 de Setembro), na sede do Ministério do Mar, em Algés, a cerimónia de assinatura do auto de consignação do projecto de Melhoria das Acessibilidades Marítimas do Porto de Setúbal, entre a APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e a Mota-Engil – Engenharia e Construção.



Empreitada «representará um investimento total a rondar os 25 milhões de euros»

A cerimónia contou com a presença da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, de Lídia Sequeira, Presidente do Conselho de Administração da APSS, entre outras ilustres figuras do sector. «Esta importante obra, que faz parte da Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente — Horizonte 2026 (RCM 175/2017), representará um investimento total a rondar os 25 milhões de euros, sendo financiado pelo COMPETE 2020 em cerca de 14,8 milhões de euros», comunicou a tutela.

«Captar tráfegos» e «potenciar a transferência modal»: dois trunfos que o Porto de Setúbal juntará ao seu ‘jogo’

Este investimento aportará significativos benefícios ao porto sadino, como teve o cuidado de explicar a Ministra do Mar: «Com este investimento, o Porto de Setúbal poderá captar tráfegos que hoje vão para outros portos, nomeadamente portos de outros países», referiu. Um incremento que, como também já havia frisado a APSS, não esqueceu o respeito e cuidado para com os «impactos ambientais da empreitada», afirmou Ana Paula Vitorino, lembrando também que «este investimento trará benefícios ambientais, nomeadamente ao potenciar a transferência modal – do transporte terrestre, mais poluente, para o transporte marítimo, mais ‘amigo do ambiente’».

A empreitada, que «terá uma duração máxima de 180 dias», segundo informou o comunicado do Ministério do Mar, ao qual a Revista Cargo teve acesso, expandirá o hinterland do porto, passando este «a ser um porto que servirá regiões como a Estremadura espanhola ou a Andaluzia».

Incremento das acessibilidades marítimas consolida «segurança e eficiência do transporte marítimo»

Este incremento das acessibilidades marítimas trará ainda vantagens ao nível «do aumento da segurança e eficiência do transporte marítimo e das operações portuárias», funcionando um catalisador «no ganho de competitividade do porto sadino no sistema portuário nacional e internacional», possibilitando a recepção de navios de maiores dimensões – um ponto (a favor) fulcral para a competitividade dos pólos portuários que não se deixem ultrapassar pelos desenvolvimentos da cena marítimo-portuária global.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com