AGEPOR alerta: paralisação no Terminal XXI é a «melhor forma de ceder terreno a Valência, Algeciras e Tanger»

Marítimo Comentários fechados em AGEPOR alerta: paralisação no Terminal XXI é a «melhor forma de ceder terreno a Valência, Algeciras e Tanger» 478
Tempo de Leitura: 1 minutos

Na sequência da paralisação que decorreu entre os dias 2 e 4 de Maio no Terminal XXI do Porto de Sines, após endurecimento da luta sindical por parte do Sindicato XXI, a AGEPOR veio a terreiro expressar a sua preocupação e lamento face ao ocorrido, num porto «que, até agora, se tinha caracterizado, no essencial, por um clima de paz social e progresso».

Instabilidade laboral no Terminal XXI «é mau presságio», alerta a AGEPOR

Na missiva da associação, à qual tivemos hoje acesso, é realçado que no Porto de Sines tem imperado a norma da «cooperação exemplar de todos os parceiros, condição essencial para garantir a competitividade exigida aos maiores portos mundiais com ambições no mercado de transbordo». Mas, exactamente por tal cenário ser a norma, a AGEPOR expressou o seu lamento pelo facto de tal paz estar, presentemente, a ser quebrada.

Para a associação, tal quebra da normalidade em Sines «é um mau sinal e um mau presságio», uma vez que «é a melhor forma de ceder terreno a Valência, Algeciras e Tanger». No comunicado, a AGEPOR aborda também as situações de conflito nos portos de Setúbal e Lisboa – sobre o primeiro deixa patente a sua «preocupação com o arrastar das negociações»; no segundo, espera-se «uma repetição do passado».

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com