air berlin

Air Berlin entra em processo de insolvência e Lufthansa já negoceia compra

Aéreo Comentários fechados em Air Berlin entra em processo de insolvência e Lufthansa já negoceia compra 556
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Air Berlin – até aqui segunda maior companhia aérea alemã – apresentou esta terça-feira um pedido de insolvência, no seguimento da grave crise que atravessa (com perdas superiores a 2,7 mil milhões de euros nos últimos seis anos) e também depois de ver ‘fechar a torneira’ da Etihad Airways, o principal accionista que cortou o apoio financeiro.

Apesar de ter entrado com o pedido de insolvência, a empresa anunciou que continuará a voar com a ajuda de empréstimos estatais, no valor de 150 milhões de euros com origem no Banco de Fomento Alemão. O valor deverá permitir a operação durante aproximadamente três meses, deixando assim a porta aberta para encontrar uma solução viável para a Air Berlin.

Lufthansa fica com partes do negócio

Quem se parece posicionar para retirar o máximo benefício da situação é a Lufthansa, a companhia aérea número um da Alemanha e grande concorrente da Air Berlin. A Lufthansa declarou mesmo interesse em adquirir partes do negócio da Air Berlin e o Ministro dos Transportes da Alemanha confirmou: «Não haverá uma transferência da totalidade da Air Berlin para a Lufthansa, há partes do negócio que irão para a Lufthansa e há interessados em outras partes do negócio, pelo que não esperamos dificuldades com cartelização». Portanto, para além da Lufthansa há pelo menos mais um player a posicionar-se – o nome da EasyJet é um dos apontados com maior insistência.

Certo é o recuo nos apoios da Etihad Airways, companhia aérea de Abu Dhabi que também acumula prejuízos nos últimos tempos. Recorde-se que a Etihad já tinha cortado apoio à Alitalia, que também entrou em insolvência, num processo que se repete agora com a Air Berlin.

Ainda assim, a Etihad Airways mostra-se disponível para ajudar a Air Berlin a encontrar uma solução «comercialmente viável».

Thomas Cook também disponível para ajudar

Também a Thomas Cook se mostrou, através da sua subsidiária alemã Condor, preparada para ter um papel activo na reestruturação da Air Berlin.

«A Thomas Cook e a sua subsidiária, a companhia aérea Condor, estão prontas para desempenhar um papel activo no futuro da Air Berlin», afirmou um porta voz da empresa à agência Reuters.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com