sines ferrovia Corredor Ferroviário

AMT analisa a ferrovia: Medway reina em termos nacionais, Takargo destaca-se no transporte internacional

Terrestre Comentários fechados em AMT analisa a ferrovia: Medway reina em termos nacionais, Takargo destaca-se no transporte internacional 732
Tempo de Leitura: 2 minutos

O relatório ‘Ecossistema Ferroviário Português 2017’, elaborado AMT (ao qual a Revista Cargo teve acesso), faz uma análise ao sector do transporte ferroviário de mercadorias nacional, destacando, incontornavelmente, o domínio da Medway e da Takargo. A Revista Cargo traz-lhe até si as considerações plasmadas no documento, no que ao segmento das cargas diz respeito.

Medway com «presença muito forte no transporte nacional», Takargo mais presente no transporte internacional

«As duas empresas detêm 100% do transporte ferroviário de mercadorias efectuado em território nacional. A Medway tem uma presença muito forte no transporte nacional (97% dos TKm do total do mercado) representando 88% da sua actividade total. A Takargo tem uma maior presença no transporte internacional (55% do mercado) que representa cerca de 82% da sua actividade», frisa o relatório.

No período 2015-2017, destaca a AMT que se registou «uma ligeira redução da actividade do transporte ferroviário de mercadorias, quer em termos de toneladas transportadas (-6,2%) quer em termos de CKm (-5,4%)». Ainda assim, as «TKm registaram um ligeiro aumento de 3,6% o que revela um aumento da procura para percursos mais longos. Durante este período, e não obstante a predominância do operador Medway (85-86% do transporte), verificou-se um ligeiro aumento do peso do operador Takargo quando analisados os diversos indicadores: toneladas, TKm e CKm», pode ler-se.

Contentores, carvão, produtos petrolíferos e pasta de papel entre as cargas mais transportadas por ferrovia

Entre as considerações, sustentadas pelos dados obtidos, refere ainda a AMT que é evidente «uma tendência crescente da produtividade através do rácio TKm/CKm (toneladas que em média encontraríamos num comboio num dado momento), que registou uma subida de 9% em 2017 face a 2015», sendo esta tendência «mais significativa na Medway». Os contentores lideram o tráfego ferroviário, a par do carvão, produtos petrolíferos refinados, madeira e pasta de papel: este conjunto representa « 74% da produção anual de transporte nacional ferroviário de mercadorias (em TKm)».

A Medway, frisa a AMT, «assegura cerca de 85% do transporte total de mercadorias por modo ferroviário, sendo o maior operador na generalidade dos grupos mais relevantes de mercadorias», ao passo que a Takargo apresenta uma« maior expressão no transporte de mercadorias da fileira da madeira e pasta de papel e dos produtos das indústrias extractivas».

 

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com