ana paula vitorino ministra do mar bluetech

AMT está focada em «concretizar compromisso de disseminação e partilha conhecimento»

Logística, Marítimo Comentários fechados em AMT está focada em «concretizar compromisso de disseminação e partilha conhecimento» 352
Tempo de Leitura: 2 minutos

Realizou-se, no passado dia 9 de Dezembro, no Porto de Lisboa, a conferência ‘Regulação e mobilidade: Que Futuro?’, que visou o arranque de uma nova abordagem de abertura da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) «aos cidadãos, às empresas e a todas as entidades, promovendo uma verdadeira literacia sobre a mobilidade e transportes, o que implica incentivar a investigação, organizar e sistematizar conhecimento, envolvendo a academia, os especialistas, os cidadãos e os agentes económicos», declarou, durante a sua intervenção, a presidente da AMT, Ana Paula Vitorino.

Entidades reguladores enfrentam «contexto de constante mutação»

A conferência, realizada nesta Quinta-feira, na Gare Marítima de Alcântara (no porto lisboeta), foi «um dos primeiros passos da AMT para concretizar esse compromisso de disseminação e partilha conhecimento», frisou Ana Paula Vitorino. O evento reuniu «personagens de reconhecido mérito, que pensam a actividade regulatória e a mobilidade e os transportes e que contribuem para a sua evolução, em momentos de transição, num contexto de constante mutação e incerteza, denotou a nova presidente da entidade, que ocupa agora o cargo que pertencia a João Carvalho.

Com enfoque direccionado para o tema da «Concorrência e Regulação Económica Independente, no contexto da Mobilidade e dos Transportes», num mundo cada vez mais «volátil e incerto», a conferência permitiu, explicou Ana Paula Vitorino durante a sua intervenção, dar corpo a uma «discussão conjunta destas matérias da maior relevância para o país permitirá à AMT», abrindo caminho para que a entidade possa «prestar um melhor serviço aos cidadãos e à economia, contribuindo para um verdadeiro desenvolvimento sustentável».

AMT apostada em defender «paradigma de mobilidade eficiente e sustentável»

«Todos os dias somos confrontados com uma multiplicidade de futuros, possíveis, plausíveis, mais ou menos prováveis, mais ou menos desejáveis. Isto é especialmente importante para a AMT pois dá um novo sentido ao cumprimento da sua missão de interesse público de promover e defender o paradigma de uma mobilidade eficiente, inclusiva e sustentável, enquanto novo direito de cidadania», prosseguiu Ana Paula Vitorino, lembrando a existência de «um conjunto de desafios estratégicos» que deve acompanhar «os cenários de transição».

Neste contexto de transformação, a AMT encontra-se «particularmente empenhada no combate e mitigação dos efeitos das alterações climáticas, tendo em conta o cumprimento dos desafios lançados pela recente COP26, da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e as recentes estratégias europeias, particularmente nos Desafios da Digitalização e da Descarbonização, na Mobilidade e nos Transportes». Para a presidente da AMT, torna-se «urgente redefinir e redesenhar as políticas públicas com impacto» nestas áreas.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com