Ana Paula Vitorino: «Fazer acontecer o mar começa na ENIDH»

MarítimoComentários fechados em Ana Paula Vitorino: «Fazer acontecer o mar começa na ENIDH»958
Tempo de Leitura: 3 minutos

A Escola Superior Náutica Infante D. Henrique (ENIDH) celebrou esta quinta-feira o seu 93.º aniversário, numa sessão que, como é habitual, decorreu no Dia Mundial do Mar e contou com figuras ilustres do mar português, com destaque para a presença da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Numa intervenção onde não poupou elogios ao trabalho da ENIDH, Ana Paula Vitorino assumiu mesmo que «fazer acontecer o mar começa na ENIDH», em alusão a um slogan que vem marcando as suas intervenções desde que desempenha o cargo de Ministra do Mar – ‘Fazer Acontecer o Mar!’.

A Ministra deixou ainda trabalhos de reconhecimento ao que considera ser uma «grande capacidade de adaptação da ENIDH aos novos desafios», enaltecendo aqui de forma particular o trabalho da Escola no âmbito da sua internacionalização.

«Mas a ENIDH tem de ir mais longe!», ressalvou Ana Paula Vitorino, completando: «A ENIDH tem de ir mais além na formação do conhecimento, temos de passar para a inovação, alargar a capacidade actual para as exigências do futuro». Ora, nesse âmbito, admitiu satisfação por ver a ENIDH a candidatar-se a fundos no âmbito da tecnologia ou da investigação ligada ao mar, aproveitando para lançar o repto para que surjam também candidaturas ao novo Fundo Azul lançado recentemente.

«A ENIDH tem capacidade de inovar e de ir mais longe», concluiu a Ministra do Mar, realçando que depois existe também a «obrigação do Estado» que passa por «criar condições para que estas profissões também tenham as suas condições».

Luís Baptista destaca obra feita na última intervenção deste mandato

O 93.º aniversário da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique coincide não só com o Dia Mundial do Mar – como, de resto, está nos próprios Estatutos da ENIDH – mas também marca a última intervenção pública de Luís Baptista enquanto Presidente da Escola neste mandato – ele que se vai candidatar a novo mandato no final do ano.

E, sendo a última, tornava-se difícil que não fosse feita em jeito de balanço de mandato. Foi o que aconteceu, com Luís Baptista a destacar a obra feita, particularizando a recuperação da credibilidade de outrora, a internacionalização, a assinatura de protocolos com entidades relevantes do sector marítimo, a renovação do campus da Escola ou a renovação de equipamentos/aquisição de novos equipamentos fundamentais para manter a oferta da ENIDH de acordo com a evolução que se assiste no sector.

«A ENIDH tem como grande objectivo confirmar um futuro de sucesso para os seus diplomados», defende o presidente da Escola Superior Náutica, considerando a entidade como peça-chave para quem quer fazer crescer a Economia do Mar em Portugal – o que, como referido acima, é também a visão da Ministra do Mar.

Novos protocolos assinados com a Garland e com a Comunidade Portuária de Lisboa

Uma das áreas nas quais a ENIDH tem apostado forte nos últimos tempos está relacionada com a assinatura de protocolos com entidades e players do sector, permitindo em muitos casos a colocação de alunos nessas mesmas empresas – por exemplo o embarque de marítimos em navios de armadores nacionais e internacionais.

E o dia de aniversário ficou também marcado pela assinatura de três novos protocolos, com a Garland, Comunidade Portuária de Lisboa (CPL) e Instituto de Socorro a Náufragos (ISN). O caso da Garland é sintomático da abertura das entidades para a recepção dos alunos da ENIDH, empresa que já começou a abrir as suas portas numa parceria com a ENIDH que agora se formalizou com este protocolo.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com