Ana Paula Vitorino: «Investimento em Leixões vai permitir continuar a bater recordes»

Marítimo Comentários fechados em Ana Paula Vitorino: «Investimento em Leixões vai permitir continuar a bater recordes» 522
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em declarações em exclusivo à agência Lusa, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, afirmou que a reconversão do terminal de contentores sul do Porto de Leixões, apresentada esta manhã no Terminal de Cruzeiros de Leixões, tem como objectivo dar resposta ao crescimento da carga contentorizada prevista para o curto e médio prazo.

O investimento de 43,4 milhões de euros nesta infraestrutura, será inteiramente suportado pela concessionária do terminal, a Yilport Holding e vai reforçar a competitividade do Porto de Leixões que, no ano passado, alcançou um recorde de movimentação na carga contentorizada.

«Vai melhorar-se substancialmente aquilo que já existe e resolver a questão da capacidade actual, dado o Porto de Leixões estar a ter um crescimento substancial, tanto que em 2018 já trabalhou acima da sua capacidade teórica», afirmou a responsável, tendo posteriormente destacado o aumento de 8% na carga contentorizada em 2018, face ao ano anterior.

Investimento considerado «obrigatório»

Ainda segundo a ministra, os 668 mil TEU’s movimentados ao longo de 2018, superaram a capacidade teórica do porto nortenho, algo que «obrigou» a este investimento.

Nas palavras da responsável: «Ou se investe já na sua ampliação por forma a ultrapassar os constrangimentos existentes ou corremos o risco de o Porto de Leixões perder competitividade no curto prazo».

Ana Paula Vitorino recordou ainda que na Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente – Horizonte 2026 definiu como meta, para o Porto de Leixões, atingir um crescimento de 73% na carga contentorizada até ao final de 2026.

Recordes são para continuar a ser batidos

Desta forma, Leixões poderá continuar a crescer e a bater recordes na carga contentorizada, uma vez que permite aumentar a capacidade do terminal de contentores sul em 210 mil TEU por ano – o que eleva a capacidade do Porto de Leixões para os 860 mil TEU.

Este investimento permitirá ainda aumentar a intermodalidade ferro-marítima, retirando camiões das estradas e reduzindo a pegada ambiental, gerando uma redução de emissões de 790 toneladas de CO2, acrescentou.

De destacar ainda as previsões relativas aos proveitos económicos deste investimento que se estimam nos 406 milhões de euros. Algo que levou o Governo a conceder uma aumento do prazo de concessão à Yilport, estendendo-se agora até 2030.

Para Leixões estão ainda previstos outros importantes investimentos como o aumento da eficiência do terminal de granéis sólidos e alimentares, resultante de um investimento de 12 milhões de euros, o aumento de capacidade do terminal de contentores norte ou a construção de um novo terminal de contentores, num investimento acima dos 170 milhões de euros.

Há outros investimentos, nomeadamente na Plataforma Logística de Leixões, prolongamento do quebramar ou melhoria das acessibilidades marítimas que, a juntar aos já referidos, perfazem mais de 420 milhões, dos quais maioritariamente privado.

Com Lusa

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com