Madrid não quer camiões com mais de 6 anos no centro da cidade

Terrestre, Veículos Comentários fechados em Madrid não quer camiões com mais de 6 anos no centro da cidade 241
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Município de Madrid tem em curso um plano para proibir a circulação de veículos pesados a diesel registados antes de 2014 no centro da cidade, já a partir de 2020! No entanto, essa posição está a levantar várias vozes de insatisfação, como é exemplo a Antradice (a Associação de Empresas de Transporte da região centro espanhola) que considera o plano «inviável, injusto e pouco solidário» para com o transporte de mercadorias.

Papel do frete esquecido pelas autoridades

A organização lembra ainda, que «não está a ser levado em linha de conta a posição do frete como uma actividade básica e fundamental, uma vez que o fornecimento de produtos de necessidade básica, tais como medicamentos, alimentos e bebidas, está dependente deste tipo de serviço, já para não falar de sectores como a restauração, comércio e turismo».

A viabilidade desta questão é também posta em causa pela Antradice por considerar ser impossível haver uma renovação praticamente total da frota neste período curto, até porque existe falta de oferta de veículos ecológicos por parte dos fabricantes.

Efeito fronteira, dentro das fronteiras

Outro das preocupações levantas é a possibilidade de passar a existir um efeito fronteira dentro do território espanhol devido à falta de uniformização de parâmetros. «Os requisitos de um determinado município podem tornar-se incompatíveis com os exigidos noutro, o que criará um problema sério ao investimento em frota», ressalva a organização.

«O transporte rodoviário de mercadorias reduz a necessidade de viagens particulares»

Por fim, a Antradice considera que existe discriminação uma vez que o plano proposto pelo município revela-se «mais exigente e restritivo com o transporte rodoviário de mercadorias do que com o veículo particular, tornando-se incoerente se o objectivo é reduzir a intensidade do tráfego automóvel privado e promover o transporte público, esquecendo que o transporte de mercadorias é também um serviço público e que este sector reduz os movimentos particulares, especialmente devido ao boom do e-commerce».

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com