camiões transporte rodoviário ACEA ecotaxa contrato antram

ANTRAM avisa: sector está «estrangulado» e situação não se pode «adiar mais»

Empresas, Terrestre Comentários fechados em ANTRAM avisa: sector está «estrangulado» e situação não se pode «adiar mais» 156
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em comunicado emitido esta Quinta-feira (dia 13 de Maio), a ANTRAM relatou a decorrência de uma Reunião Geral de Associados, que serviu para analisar as grandes problemáticas do transporte rodoviário de mercadorias e alertar a tutela para a situação de «inexistência de respostas concretas» face às persistentes lacunas que assolam o sector. Na visão da associação, «não é possível adiar mais a situação».

ANTRAM critica ««inexistência de respostas concretas»

Pedro PolónioA ANTRAM revelou que a reunião mostrou uma «plateia de associados manifestamente exasperada face ao que se está a passar actualmente com o sector», devido à «inexistência de respostas concretas da parte do Executivo às pretensões apresentadas seja devido à total desconsideração de que o sector tem sido alvo, sentimento que se revelou unânime». Para a entidade, «não é possível adiar mais a situação», estando o sector do transporte rodoviário de mercadorias «totalmente estrangulado e está farto de ser considerado actividade de terceira linha».

Em causa, alertou a associação liderada por Pedro Polónio, está «a sustentabilidade de uma actividade que é primordial para a retoma da economia e do país como bem se viu ao longo do último ano». Tal como a Revista Cargo noticiou ontem (Quinta-feira), a reunião serviu para enquadrar o caderno reivindicativo apresentado ao Governo e delinear um ponto de situação quanto às acções que foram desenvolvidas, envolvendo temas como os apoios face ao aumento do salário mínimo, as cargas e descargas, a fiscalização, os descontos nas taxas de portagem, o incentivo ao abate de veículos e renovação de frota, o apoio à gestão e digitalização, a prorrogação do regime transitório do gasóleo profissional e a nova directiva do destacamento.

O encontro serviu também para abordar problemáticas como «o preço dos combustíveis e actuação da entidade reguladora, a eliminação da isenção de ISV para as carrinhas comerciais, a eliminação da redução em 50% do IUC nos veículos com licença para transporte de grandes dimensões, o privilégio desmedido do transporte ferroviário face ao transporte rodoviário de mercadorias, o enquadramento do sector em sede de Plano de Recuperação e Resiliência / Comparação com outros países, a deslocação do parque de contentores de Loures, a concorrência no Sector e a falta de fiscalização, desde logo às empresas de outros países», elencou a ANTRAM no seu comunicado.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com