porto de lisboa aopl

AOPL reage às declarações do presidente do SEAL para refutar «estratégia de comunicação enganosa»

Marítimo Comentários fechados em AOPL reage às declarações do presidente do SEAL para refutar «estratégia de comunicação enganosa» 334
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Revista Cargo teve hoje acesso a um comunicado da Associação de Operadores do Porto de Lisboa (AOPL), divulgado em reacção à entrevista do presidente do Sindicato SEAL ao ‘Público’ – na missiva, a associação deixa duras críticas ao conteúdo da entrevista, apontando inverdades ao discurso de António Mariano e responsabilizando a entidade sindical pelo constante clima de instabilidade vivido no porto da capital portuguesa.

A AOPL vinca «que se demarca totalmente da entrevista do Exmo. Senhor António Mariano, presidente do Sindicato dos Estivadores de Lisboa, publicada no jornal ‘Público’, a 14 de Setembro, por a mesma não corresponder à realidade», caracterizando a entrevista como um novo passo na «estratégia de comunicação enganosa» do sindicato. No documento, a AOPL faz uma cronologia explanatória na qual enumera os pré-avisos de greve lançados pelo SEAL, juntamente com as reivindicações e protestos ao longo dos anos, que, defende, estão na base da degradação produtiva do porto.

«Desde 2012 que o Porto de Lisboa tem sido fustigado com frequentes paralisações do trabalho, através de greves totais, intermitentes, ou ao trabalho suplementar», lembrando a AOPL que a mais recente «durou de 13 de Agosto de 2018 a 1 de Janeiro», sendo que o motivo da mesma se prendeu com «a oposição à publicação de um diploma legal que aproximou a regulação dos Portos nacionais, dos Portos Europeus». A AOPL nega ainda que «tenham existido despedimentos no Porto de Lisboa entre 2012 e 2019», assim como o aumento de 4% de clientes por banda da Yilport.

Entre as refutações ao conteúdo da entrevista concedida pelo presidente do SEAL está também o facto de este sindicato ter a maior quota de trabalhadores portuários sindicalizados: «é falso que o Sindicato SEAL seja o primeiro a nível nacional. Com efeito, em Portugal, quem representa o maior número de trabalhadores portuários é a Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores Portuários», vinca a AOPL.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com