Terminal de Contentores Liscont

APA emite parecer favorável condicionado à modernização do terminal de contentores de Alcântara

MarítimoComentários fechados em APA emite parecer favorável condicionado à modernização do terminal de contentores de Alcântara387
Tempo de Leitura: 3 minutos

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) emitiu um parecer favorável, ainda que condicionado, ao projecto referente à modernização e expansão da eficiência operacional do terminal de contentores de Alcântara. O projecto, na sua versão original, visa permitir uma movimentação de mais 86 mil contentores (+15%) por ano, apostando, em simultâneo, na instalação de novos pórticos para retirar e mover a carga dos navios.

APA aponta impactos positivos a nível económico…

No parecer, a APA realça os impactos positivos da obra ao nível económico, tendo, contudo, encontrado impactos negativos ao nível da paisagem numa zona central de Lisboa, ao lado da Ponte 25 de Abril. Segundo reportagem da TSF, o documento refere que «alguns dos impactes são de natureza temporária e outros permanecerão no tempo. Registam-se, sobretudo, impactes negativos de natureza visual que se projectam sobre observadores permanentes e sobre observadores temporários, assim como sobre as áreas com qualidade visual considerada elevada».

…mas denota efeitos no «equilíbrio da paisagem»

Rhenus ContentoresTratam-se de efeitos «muito significativos e não minimizáveis, dado que afectarão em permanência a qualidade visual e o equilíbrio da paisagem da faixa da interface entre Lisboa e o Estuário do Tejo durante um tempo excessivo e envolvendo um elevado número de utentes da cidade, residentes e turistas», explica a APA. No entanto, o projecto logrou obter uma decisão favorável por banda da autoridade ambiental – decisão essa que ocorreu no passado dia a 12 de Fevereiro, ainda que «condicionada ao cumprimento dos termos e condições» definidos nessa mesma decisão.

Entre esses termos, adianta a TSF, está a revisão do Projecto de Integração Paisagística do Terminal de Contentores de Alcântara alterado de acordo com uma panóplia de orientações: reformulação a ser feita, «por um arquitecto paisagista inscrito na Associação de Arquitectos Paisagistas», melhorando o que possa ser melhorado em termos de impacto visual da infra-estrutura: é citado o exemplo da colocações de árvores, visando diminuir parte dos efeitos negativos. O documento propõe 69 medidas de minimização dos impactos do alargamento do terminal.

Distribuição de contentores

É exigido aos promotores que distribuam os contentores de acordo com um «cuidado planeamento de modo a que os edifícios/frente urbana não permaneça oculta por tempos indefinidos quando vista a partir do rio Tejo, devendo ser considerado o sistema de vistas e edifícios como o Museu do Oriente e Museu de Arte Antiga, devendo estas frentes manter-se o mais possível com um menor número de contentores em altura». Por outro lado, é preciso prever e planear para que “em determinados períodos do dia, semana, mês ou determinada época, como as mais turísticas, os pórticos fiquem todos estacionados em posições menos conflituantes com o sistema de vistas, em períodos de também reduzida actividade do Terminal».

Fonte: TSF

Saiba mais sobre o projecto:

Terminal de contentores de Alcântara com luz verde: projecto pode avançar no 1º trimestre de 2021

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com