APAT

APAT: Portugal tem «excelentes condições» para ser «placa giratória» de carga entre continentes

Logística, Marítimo, Terrestre Comentários fechados em APAT: Portugal tem «excelentes condições» para ser «placa giratória» de carga entre continentes 355
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Associação de Transitários de Portugal (APAT) pronunciou-sobre o Plano de estratégia e recuperação 2020-2030, delineado por António Costa e Silva, que visa orientar as políticas públicas de reactivação da economia lusa no pós-pandemia. Neste contexto, a associação «congratula-se» com notícias veiculadas pelo Governo «no que diz respeito à concretização de um plano de plataformas logísticas/portos secos».

APAT saúda plano de plataformas logísticas e portos secos

No seguimento da consulta e solicitação publica para contributos e participação do debate em torno do Plano de estratégia e recuperação 2020-2030, a APAT enviou às redacções uma nota de imprensa dando conta de que fez chegar os seus contributos ao gabinete de António Costa e Silva. «A APAT congratula-se com as recentes notícias veiculadas por membros vários do governo, nomeadamente no que diz respeito à concretização de um plano de plataformas logísticas/portos secos, a começar pela cidade da Guarda», começa por vincar a associação.

Na nota, a APAT lembra que tem vindo «a defender a necessidade emergente e relevante destas infra-estruturas como pilares basilares de mais e melhor logística, pois não é apenas necessária a infra-estrutura para que carga viaje, mas igualmente fundamental para a carga apanhar o comboio, o camião, o navio e o avião». Assim, vinca a entidade, «devemos olhar para o que queremos fazer, onde fazer, como fazer e o que fazer à carga para que esta tenha condições para circular o mais eficientemente e economicamente mais competitiva possível».

Portugal deve «alargar hinterland» dos seus portos

O desafio, enquadra, passa por «perceber a melhor forma para alargar o hinterland dos nossos portos e fazer com que as ‘nossas’ cargas viagem por, e para essa Europa fora», não havendo razões para desaproveitar a capacidade portuária lusa: «Temos dos melhores portos Europeus, falta-nos um aeroporto que funcione com hub da carga entre o Oriente e o Ocidente e, falta-nos igualmente dois hubs de carga terrestre entre o Oriente e Américas e a Europa. Portugal tem, neste momento condições para se tornar uma excelente ‘placa giratória’ de cargas entre continentes», observa a APAT.

A associação vinca que «os transitários são líderes da logística internacional e como tal vamos enviar esta nossa preocupação hoje mesmo ao Prof António Costa e Silva como complemento ao plano estratégico e recuperação para Portugal 2020-2030. Não podemos encapotar a nossa responsabilidade e por isso mesmo assumimos este desiderato de ajudar, com a nossa visão, opinião e conceito o nosso País».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com