APAT reuniu com o Ministério das Infra-estruturas para discutir «preocupações do transitários»

Logística Comentários fechados em APAT reuniu com o Ministério das Infra-estruturas para discutir «preocupações do transitários» 315
Tempo de Leitura: 2 minutos

A APAT reuniu, no passado dia 22 de Janeiro com o Secretário de Estado, Jorge Delgado e sua Adjunta, Teresa Filipe, e ainda com Mafalda Meireles, Adjunta do Senhor Ministro, na sequência de um pedido da associação. Devido a constrangimentos de última hora, o líder da pasta das Infra-estruturas, o ministro Pedro Nuno Santos, não pode estar presente, adiantou a associação. Por banda da APAT marcaram presença o Presidente da Direcção, Paulo Paiva, o Vice-Presidente, Daniel Pereira e Presidente Executivo, António Nabo Martins.

APAT debateu tópicos infra-estruturais, conexões e intermodalidade

«Nesta reunião foi possível manifestar as maiores preocupações dos Transitários relativamente às matérias sob responsabilidade do Ministério», revelou a APAT. «Desde as questões relacionados com as infra-estruturas aeroportuárias, ferroviárias e portuárias, assim como às conexões obsoletas ou inexistentes entre os vários modos de transporte, a APAT reafirmou o seu posicionamento de parceiro relevante, e fundamental, para o comércio internacional, fazendo saber que sem estas infra-estruturas e alternativas ao estado da arte actual, não é possível fazer muito mais, nomeadamente no que ao crescimento económico/comercial do País diz respeito», acrescentou a associação ao fazer o balanço da reunião.

Confrontado com as «preocupações» da APAT, o Secretário de Estado «apresentou os trabalhos que estão em curso, corroborando de muitas destas preocupações e manifestando sem reservas o agrado pelo posicionamento da APAT, nomeadamente no quadro da mobilidade das mercadorias, da sustentabilidade e da necessidade de encontrar alternativas, nomeadamente no sector ferroviário e nas conexões ferro/rodo/aéreo/portuárias, no sentido de desenvolver alternativas válidas, eficientes e competitivas», detalhou a associação.

No encontro, a associação «deixou ficar clara, mais uma vez, a sua total disponibilidade para integrar, quer grupos de trabalho, comissões técnicas ou outros organismos, intervindo no sentido de aportar conhecimento mais prático, do saber fazer, saber ser e saber estar no negócio e comércio internacional, como melhorar, como diferenciar e como transformar o status quo actual». Na reacção à reunião ficou também patente a satisfação perante a «disponibilidade e receptividade do Ministério» para com a discussão dos problemas actuais, salientou a APAT.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com