Porto de Leixões Great Pendulum

APP projecta 1º trimestre: Leixões mantém crescimento, Sines e Setúbal na rota da recuperação

Marítimo Comentários fechados em APP projecta 1º trimestre: Leixões mantém crescimento, Sines e Setúbal na rota da recuperação 476
Tempo de Leitura: 2 minutos

O ano de 2020 arrancou com perdas homólogas na movimentação de mercadorias nos portos do Continente, uma tendência que deverá ter sido a norma durante o primeiro trimestre, segundo os dados preliminares da Associação de Portos de Portugal (APP). Em Janeiro, a descida homóloga fixou-se nos -9,7%, sendo agora de esperar uma descida de -6%, fechados os dados do período Janeiro-Março.

APP avançou números preliminares ao ‘Dinheiro Vivo’

Os números provisórios – que carecem ainda de confirmação oficial por parte da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) – foram avançados pelo presidente da APP (e também presidente do Conselho de Administração da APS), José Luís Cacho, em entrevista ao ‘Dinheiro Vivo‘. O Porto de Sines, que detém mais de metade da quota nacional de movimentação de mercadorias, ainda está no vermelho, mas a recta final de Março já permitiu dar «sinais de recuperação» no que toca à carga contentorizada. Sinais esses que foram «reforçados nos primeiros dias de Abril».

De acordo com informações veiculadas pelo presidente da APP ao ‘Dinheiro Vivo’, os primeiros dias do presente mês ultrapassaram mesmo, em Sines, «os volumes de movimentação do período homólogo de 2019»: um bom indicador, que, ainda assim, deve ser lido com alguma cautela. No que toca ao Porto de Leixões, o crescimento apresentado no arranque do ano deverá manter-se: «Apesar do expectável abrandamento da actividade económica, continuam a verificar-se os habituais fluxos de mercadorias de exportação e importação, não existindo uma quebra na movimentação de carga», comentou a APDL à publicação. Recorde-se que, em Março, o TCL viveu dias de grande intensidade operacional.

«No melhor dia da última semana de Março, quando o país cumpria já os primeiros 15 dias do estado de emergência, foram operados sete navios e descarregados ou carregados mais de 1800 contentores», adiantou a administração portuária ao ‘Dinheiro Vivo’. Nessa semana, o Porto de Leixões serviu 30 navios e movimentou mais de 10.500 contentores. Boas notícias também para o Porto de Setúbal, que se encontra em fase de recuperação face aos números apresentados no mês de Janeiro. A APSS indicou que o movimento de cargas subiu 1% no mês passado, ao mesmo tempo que a carga em contentor crescia 14%. É, diz, um indicador «muito positivo», disse a administração à publicação digital.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com