Mais de 40 associações europeias reclamam maior investimento de Bruxelas no sector

Aéreo, Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Mais de 40 associações europeias reclamam maior investimento de Bruxelas no sector 480
Tempo de Leitura: 2 minutos

Mais de 40 associações europeias que representam várias actividades ligadas aos Transportes juntaram-se para pedir um maior investimento por parte da Comissão Europeia no sector, no âmbito do CEF – Connecting Europe Facility.



As associações em questão assinaram a chamada “Declaração de Ljubljana” – capital da Eslovénia onde decorrem os TEN-T Days, que também é a cidade de origem da Comissária Violeta Bulc -, um documento onde reclamam mais investimento comunitário no sector dos Transportes para lá do ano 2020.

Os pontos de vista dos signatários da “Declaração de Ljubljana”

A “Declaração de Ljubljana” é apresentada com a hashtag #moreEUbudget4transport (mais orçamento da UE para os Transportes) e é composta por uma série de pontos defendidos pelas associações signatárias, a saber: sublinham que não pode existir um verdadeiro Mercado Único Europeu sem Transportes; Reafirmam a crença de que os Transportes acrescentam valor ao quotidiano de cada cidadão europeu enquanto trabalhador, estudante, viajante ou consumidor; Lembram que o Transporte é um facilitador do crescimento económico e do emprego e da coesão económica e social da UE; Salientam que o investimento em mobilidade e infraestruturas ambientalmente sustentáveis é uma prioridade europeia; Reconhecem que o Transporte precisa aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pelas tecnologias digitais e inovadoras; Destacam que o Transporte é um facilitador chave para o comércio com países terceiros.

Por outro lado, na “Declaração de Ljubljana” os signatários defendem ainda que «o verdadeiro valor acrescentado da UE no investimento na rede RTE-T só pode ser plenamente realizado quando este for concluído, começando com a rede core até 2030». «O sector de Transporte está comprometido em continuar a modernizar e digitalizar os Transportes, melhorando a segurança e a eficiência, melhorando a interoperabilidade e a multimodalidade e reduzindo as emissões de CO2, para benefício dos cidadãos europeus e da economia», referem ainda as associações signatárias.

Associações pedem 500 mil milhões de euros para o período 2021-2030

Ora, nesse sentido, as mais de 40 associações europeias representativas do sector dos Transportes solicitam a Bruxelas que «aumente o orçamento da UE para o Connecting Europe Facility (CEF)» de forma a que se consiga concluir a rede core, exigindo 500 mil milhões de euros entre 2021 e 2030.

Ainda em termos de investimento, as associações signatárias pedem à UE que «invista num Transporte melhor e mais inovador» e que «continue a providenciar subvenções como instrumento convencional para o financiamento de projectos de Transportes nas redes core e comprehensive da RTE-T».

Entre as associações signatárias estão a IRU, a ESPO, a CLECAT, a FERRMED, a FEPORT, a EMPA, a ECSA, a ACI, a ECASBA, entre muitas outras.

Pode ler a “Declaração de Ljubljana” clicando AQUI.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com