Aumento da capacidade do aeroporto de Lisboa para 72 movimentos/hora aprovado, anunciou a NAV

Aéreo Comentários fechados em Aumento da capacidade do aeroporto de Lisboa para 72 movimentos/hora aprovado, anunciou a NAV 86
Tempo de Leitura: 2 minutos

O projecto para aumentar a capacidade aeroportuária de Lisboa dos actuais 44 para até 72 movimentos por hora foi aprovado, anunciou hoje (dia 25 de Novembro) a NAV – Navegação Aérea de Portugal – a informação foi anunciada pela agência Lusa.

Através de um comunicado hoje emitido, a NAV diz que o projecto para a reorganização do espaço aéreo da Área Terminal de Lisboa foi aprovado em 23 de Outubro pela INFANAV, comissão permanente de navegação aérea que integra a ANAC – Autoridade Nacional da Aviação Civil, a Força Aérea Portuguesa e a NAV Portugal, pode ler-se no site da agência Lusa.

Aeroporto de Lisboa: «Estão reunidas as condições para aumentar gradualmente a capacidade da ATL até aos 72 movimentos/hora»

O projecto «prevê a reorganização e conciliação da utilização civil e militar do espaço aéreo da região de Lisboa e a sua aprovação significa que estão reunidas as condições para aumentar gradualmente a capacidade da ATL até aos 72 movimentos/hora», refere a NAV. O projecto foi levado a cabo pelo Grupo de Trabalho Espaço Aéreo (GTEA) a partir da combinação dos termos previstos na Carta de Operação entre a Força Aérea e a NAV Portugal, firmada no passado 28 de Junho deste mesmo ano.

O documento, que prevê a cedência de espaço aéreo de Sintra, com os termos já acordados para a futura Carta de Operação a celebrar entre as mesmas entidades, mas para a cedência parcial do espaço aéreo de Monte Real, garante as condições necessárias para se avançar com o aumento gradual da capacidade do sistema aeroportuário de Lisboa até 72 movimentos/hora.

Os termos previstos nestes acordos entre a Força Aérea e a NAV «prevêem a cedência de espaço aéreo de Sintra a partir de Abril de 2020 e a cedência parcial do espaço aéreo de Monte Real a partir do Verão IATA 2021». «Através dos acordos são redefinidos limites verticais e laterais do espaço aéreo sob jurisdição militar, assim como limites verticais da ATL de modo a permitir novos procedimentos para o aeródromo de Cascais», frisa.

Com Expresso, Lusa e Jornal Económico

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com