porto de aveiro three rivers

Porto de Aveiro «tem muito território ainda para crescer», salientou Fátima Alves

Marítimo Comentários fechados em Porto de Aveiro «tem muito território ainda para crescer», salientou Fátima Alves 337
Tempo de Leitura: 2 minutos

Fátima Alves, presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro concedeu recentemente uma entrevista radiofónica à Rádio Terra Nova, na qual abordou vários temas relativos ao desenvolvimento do porto aveirense. Entre os temas discutidos, destacou-se o dossier da expansão da infra-estrutura portuária: Fátima Alves frisou que «o Porto de Aveiro tem muito território ainda para crescer».

Aveiro é dos portos «que mais área tem para implantação de empresas»

«Há um projecto de expansão do porto – o Porto de Aveiro é, a nível nacional, um dos portos que mais área tem para a implantação das empresas. Somos dos portos que mais área tem de terrapleno que pode ser utilizado, estamos a trabalhar para que ele seja todo infra-estruturado, para que as empresas vejam neste território um território privilegiado e uma oportunidade para aqui se localizarem, com as condições que são negociáveis com todos os operadores face às características da actividade económica que aqui pretendem desenvolver», comentou Fátima Alves.

«É precisamente um dos portos que não se compara com Leixões, que já não pode crescer – é um porto urbano – ou mesmo a Figueira da Foz que já tem pouco para crescer, mas ainda pode crescer um pouco em termos territoriais. O Porto de Aveiro tem muito território ainda para crescer», frisou. Na mesma entrevista, a líder do conselho de administração do porto salientou a necessidade de «arrumação a nível organizacional».

«Entrei numa casa que precisa de muita arrumação a nível organizacional, que precisa de uma nova abordagem pró-activa, integração de todos os operadores, porque verifica-se que houve alturas em que existiu um certo distanciamento. Precisamos de agilizar processos», vincou. «Do ponto de vista do desenvolvimento económico, é necessário conversar, partilhar, chegar a consensos e agilizar procedimentos, trabalhar mais com os operadores», com foco «no bem comum», reforçou ainda Fátima Alves durante a entrevista radiofónica.

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com