Porto da Beira

Concessão do Porto da Beira à Cornelder Moçambique prolongada até 2038

Marítimo Comentários fechados em Concessão do Porto da Beira à Cornelder Moçambique prolongada até 2038 258
Tempo de Leitura: 1 minutos

Mais 15 anos: o Executivo moçambicano anunciou o prolongamento da concessão do porto da Beira à Cornelder de Moçambique, informou a porta-voz do Conselho de Ministros e vice-ministra da Cultura. O prazo da concessão do porto moçambicano terminava no ano de 2023.

Prorrogação da concessão no Porto da Beira à Cornelder até 2038

Citada pela AIM, Ana Comoana, porta-voz, revelou à imprensa que este prolongamento da concessão com a Cornelder de Moçambique (fruto de uma parceria entre a Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique e a Cornelder Holland) «foi determinado pelo compromisso da empresa em efectuar um investimento adicional imprescindível para o aumento da capacidade do porto da Beira».

‘Caderno de encargos’ implica investimento de 290 milhões no incremento infra-estrutural

Este anunciado plano de investimentos no porto moçambicano comporta uma verba que ronda os 290 milhões de euros e incidirá sobre a expansão da capacidade de movimentação da infra-estrutura – dos 300 mil para os 700 mil contentores e de 750 mil para 1,2 milhões de toneladas em termos de carga geral.

O acordo comporta igualmente que os trabalhos de requalificação da via EN 6, que liga a Beira até Machipanda, na fronteira com o Zimbabué, fique a cargo da Cornelder de Moçambique, que, há cerca de vinte, é responsável pela movimentação de contentores e carga geral nos terminais do Porto da Beira.

 

 

Author

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com