Carlos Vasconcelos Medway

Bitola «é falsa questão»: vital é ter «bons terminais nas fronteiras», explica Carlos Vasconcelos

Marítimo Comentários fechados em Bitola «é falsa questão»: vital é ter «bons terminais nas fronteiras», explica Carlos Vasconcelos 654
Tempo de Leitura: 2 minutos

Há muito que Carlos Vasconcelos defende que a problemática da transferência da bitola ibérica para a bitola europeia é uma «falsa questão» – o administrador da transportadora ferroviária Medway voltou a explicar a sua tese em entrevista dada ao ‘Dinheiro Vivo‘, na qual prefere dar ênfase a uma aposta séria em «bons terminais nas fronteiras», capazes de criar céleres mecanismos de transbordo.

A transição da rede ferroviária nacional da bitola ibérica para a bitola europeia «é uma falsa questão» que apenas desvia o foco ferroviário e logístico para pontos inúteis, explicou Carlos Vasconcelos durante a entrevista à publicação económica, concedida recentemente. O timoneiro da Medway considera mesmo que «quem continua a dizer que aquilo é um problema ou é um ignorante em matéria ferroviária ou defende interesses obscuros».

Mudança de bitola «seria suicídio» oneroso de «milhares de milhões de euros»

O assunto despoleta diferentes reacções e tem sido, ao longo dos anos, alvo de debate no seio da comunidade logística e empresarial, tendo até gerado um manifesto de empresários que defende a passagem da bitola ibérica para europeia, que implica uma redução da distância entre carris, dos 1668 milímetros para os 1435 milímetros. Em 2018, o gestor da Medway havia já escrito um extenso artigo no qual analisava a problemática, elencando quatro argumentos (veja a matéria aqui) que apontavam para a inutilidade da tese da obrigatoriedade da mudança para a bitola europeia.

Para Carlos Vasconcelos, mais importante do que ter a mesma bitola é ter «bons terminais nas fronteiras, com transbordos rápidos e a custos competitivos». A mudança de carros, explica o experiente administrador, «seria um suicídio», implicando custos de «milhares de milhões de euros»; custos que «nem no tempo dos quadrinetos» ficariam saldados, rematou.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com