Boeing anuncia a suspensão das entregas do seu modelo 737 MAX

Aéreo Comentários fechados em Boeing anuncia a suspensão das entregas do seu modelo 737 MAX 250
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Boeing anunciou ontem a suspensão da entrega de aeronaves do modelo 737 MAX, garantindo, no entanto, que a produção do modelo continuará. «Suspendemos as entregas do 737 MAX até encontrarmos uma solução», declarou o porta-voz da Boeing. Recorde-se que a fiabilidade do 737 MAX tem estado na ordem do dia, após a queda de um modelo na Etiópia, no passado Domingo – morreram 157 pessoas na tragédia.

Boeing ainda sem certezas: «Vamos ver onde é que os aviões que saem da linha de montagem vão ser armazenados»

O porta-voz da construtora norte-americana descartou a possibilidade de reduzir o ritmo de produção ou fechar temporariamente as fábricas. «Estamos a avaliar as nossas capacidades e vamos ver onde é que os aviões que saem da linha de montagem vão ser armazenados», disse. As reticências sobre o modelo adensaram-se com a queda do avião da Ethiopian Airlines, que tinha como destino Nairobi, capital do Quénia.

A este trágico evento junta-se outro, ocorrido em Outubro de 2018: um Boeing 737 MAX 8, pertencente à companhia Lion Air, despenhou-se na Indonésia devido a uma falha no sistema automático, causando 189 mortos. Na ressaca do acidente de Domingo, a Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA) proibiu o modelo 737 MAX 8 de operar no continente europeu, juntando-se a 20 países e 30 companhias aéreas de todo o mundo que suspenderam os voos com esses modelos aeronáuticos.

Caderno de encomendas poderá encolher, indemnizações poderão surgir

Estes desenvolvimentos afectarão, seguramente, o caderno de encomendas da Boeing, além da sua reputação. A construtora produz actualmente 52 aviões MAX por mês e tinha previsto aumentar a tiragem para 57 já neste próximo mês de Junho. A companhia tem uma carteira de encomendas de 5 011 modelos do 737 MAX, com um preço de catálogo de 110 milhões de dólares. Com 200 aeronaves encomendadas, a VietAir pode representar um duro golpe no caderno da Boeing, estando, actualmente, a reconsiderar as suas opções.

Algumas companhias aéreas já consideram também a eventualidade de pedirem avultadas indemnizações pelo facto de serem forçadas a ter os seus aviões Boeing 737 MAX 8 em terra. Entre elas está a companhia aérea norueguesa Norwegian, que tem cerca de vinte unidades: todas elas, de momento, não estão a operar, por escolha da própria transportadora.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com