Carlos Gomes da Silva

Carlos Gomes da Silva: «Galp tem preservado o seu perfil único de crescimento sustentável»

Empresas Comentários fechados em Carlos Gomes da Silva: «Galp tem preservado o seu perfil único de crescimento sustentável» 275
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os resultados da Galp no primeiro semestre deste conturbado 2020 reflectiram, segundo a empresa, a «resiliência do portefólio», testada a fundo pela pandemia de COVID-19. Para Carlos Gomes da Silva, CEO, a Galp «tem preservado o seu perfil único de crescimento sustentável».

A produção total média diária de petróleo e gás natural durante o primeiro semestre de 2020 foi de 131,8 mil barris, um aumento homólogo de 17% suportado pelo desenvolvimento dos projectos Lula, Iracema e Berbigão/Sururu, assim como pela maior contribuição do projecto Kaombo, em Angola

Já as matérias-primas processadas até ao final de Junho totalizaram o equivalente a 40,2 milhões de barris, um decréscimo de 18% devido às restrições planeadas no sistema refinador, tanto para actividades de manutenção, como para lidar com a baixa da procura na Península Ibérica.

GalpAs vendas de produtos petrolíferos a clientes directos diminuíram 28% em relação ao 1º semestre de 2019, para 2,9 milhões de toneladas, reflectindo a quebra na procura provocada pelas restrições destinadas a combater o surto de Covid-19, explicou a Galp em comunicado. No que toca aos volumes de gás natural vendidos a clientes directos, estes sofreram uma diminuição de 31%, impactados pelo decréscimo no segmento B2B

«Apesar de vivermos umas das mais desafiantes condições de mercado na história do sector, a Galp tem preservado o seu perfil único de crescimento sustentável. Tal resulta da qualidade e resiliência do nosso portefólio e das ações imediatas adoptadas para preservar a posição financeira da empresa, bem como no compromisso e entrega das nossas equipas mantidas durante circunstâncias tão difíceis», declarou Carlos Gomes da Silva.

«Estou confiante que as iniciativas adoptadas nos permitirão manter a solidez para prosseguir a execução da nossa estratégia, endereçando os desafios da transição energética, e assim posicionar a Galp para o futuro da energia», rematou o CEO da empresa.

O cash flow das operações no 1º semestre de 2020 diminuiu 60% para €404 milhões e o EBITDA RCA totalizou €760 milhões, um decréscimo de 31%, reflectindo a adversidade das condições; o resultado líquido ajustado (RCA) foi negativo em €22 milhões enquanto o resultado líquido de acordo com as normas de reporte internacionais (IFRS) se traduziu num prejuízo de €410 milhões sobretudo devido ao efeito de stock em €362 milhões

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com