Carlos Vasconcelos Medway

Carlos Vasconcelos: novo terminal rodo-ferroviário da Medway colocará «Famalicão no mapa portuário»

Logística, Terrestre Comentários fechados em Carlos Vasconcelos: novo terminal rodo-ferroviário da Medway colocará «Famalicão no mapa portuário» 867
Tempo de Leitura: 2 minutos

Durante o protocolo de assinatura referente à construção no terminal rodo-ferroviário em Lousado, Vila Nova de Famalicão, investimento que será levado a cabo pela Medway (que integra a MSC), várias foram as revelações feitas sobre a nova infra-estrutura que promete impulsionar o tráfego ferroviário de mercadorias em Portugal.

Aos microfones da Rádio Universitária do Minho, Carlos Vasconcelos, administrador da Medway, fez a completa radiografia ao novo terminal: «Estamos a falar de um investimento que ultrapassará seguramente de 35 milhões de euros. Surgirá um terminal rodo-ferroviário numa área de 200 mil metros quadrados, pavimentada, com seis linhas de caminho de ferro com mais de 750 metros, armazém, pórticos e equipamento para movimentação das cargas, um tecão para a descarga de comboios de areia, movimentação de madeiras, caixas móveis, ou seja, todo o tipo de mercadorias que nós queremos movimentar através deste terminal», declarou.

Forte veia exportadora da região foi factor que pesou na escolha da localização, revelou Carlos Vasconcelos

Quais as motivações que conduziram à escolha desta específica localização para a construção de um terminal rodo-ferroviário? «Essencialmente, pela indústria exportadora que existe na região – é um dos concelhos com maior volume de exportação do país – existe já aqui uma indústria sediada e, por outro lado, em termos de localização geográfica, em termos ferroviários, era uma das melhores localizações que poderíamos escolher», adiantou Carlos Vasconcelos, uma vez terminada a cerimónia protocolar. «Queremos trazer o mar até Vila Nova de Famalicão», rematou o administrador da Medway, lembrando que o terminal colocará «Famalicão no mapa portuário».

Terminal trará «ganhos futuros enormes» para a região, declarou o presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão

A sessão contou igualmente com a presença do Ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, e de Paulo Cunha, presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão – para o último, a vinda do terminal atrairá «mais investimentos para o concelho», vislumbrando-se, no horizonte, «ganhos futuros enormes». Citado pela mesma rádio, Paulo Cunha afirmou que se tratam de «várias décadas de potencial de investimento que se gera em Famalicão e na região Norte». A nova infra-estrutura «trará melhores condições para as empresas», prevendo-se que seja essencial para a fixação de diversas indústrias na região.

Com Lusa e Rádio da Universidade do Minho

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com