China refuta desconfianças em redor da “Belt and Road” e garante que todos sairão beneficiados

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em China refuta desconfianças em redor da “Belt and Road” e garante que todos sairão beneficiados 467
Tempo de Leitura: 3 minutos

A mega-iniciativa chinesa “Belt and Road” vai respeitar as regras globais, estará livre de decisões tomadas nos bastidores em favor de alguma das partes e é uma iniciativa com «abertura e transparência» – quem o garante é o Ministro dos Negócios Estrangeiros chinês.



A iniciativa, apresentada em 2013 pelo presidente Xi Jinping, tem sido vista com desconfiança no Ocidente, com vários países desconfiados de que a mesma tem como derradeira ambição aumentar a influência chinesa no mundo e beneficiar as empresas chinesas. Numa recente visita à China, o Presidente francês, Emmanuel Macron, referiu mesmo que a iniciativa “Belt and Road” não pode ser «de uma só via».

Aberta a todos e para benefício de todos, garante a China

Agora, é a vez do Ministro dos Negócios estrangeiros chinês vir garantir que a “Belt and Road” está aberta a todos e para benefício de todos.

«Tudo vai ser feito às claras», garantiu Wang Yi, refutando as desconfianças de segundas intenções do lado chinês. «Não há dominância de uma das partes; todos participarão de forma igualitária. Não há decisões nos bastidores; há abertura e transparência. Não há nenhum vencedor-leva-tudo; procura apenas benefícios mútuos e win-win», acrescentou.

Entre os exemplos invocados por Wang Yi está a operação do Porto do Pireu (na foto), na Grécia, ou a construção de fábricas de energia no Paquistão.

«A Belt and Road é um bem público global, e claro que respeitamos as regras internacionais. É uma plataforma global para a cooperação, e naturalmente que vai ser feita de acordo com as regras do mercado», salientou ainda, concluindo: «Não vai beneficiar somente a China. Mais do que isso, vai trazer benefícios para o mundo», concluiu.

Governo chinês vai reforçar financiamento da iniciativa Belt and Road

Entretanto, o governo chinês anunciou que vai reforçar, ainda mais, o financiamento à mega-iniciativa “Belt and Road”, que tem reforçado de forma clara as ligações marítimas e terrestres entre a China e os restantes países asiáticos, Europa ou África.

A garantia foi dada pelo Ministro das Finanças chinês, Shi Yaobin, que anunciou estar a formar um centro de cooperação de financiamento internacional, na tentativa de construir um sistema de financiamento de longo prazo, estável, sustentável, de risco controlado e diversificado.

Desta forma, assegura, o seu ministério a promover negociações tarifárias bilaterais e multilaterais para promover a construção de áreas de comércio livre ou implementar de forma sólida os acordos tarifários já assinados com países ao longo das rotas do Belt and Road.

Recorde-se que a iniciativa Belt and Road foi apresentada pela China em 2013, com a ambição de construir uma rede de comércio e infra-estruturas entre a China e a Ásia, Europa ou África, um projecto que tem ficado conhecido como o retomar da Rota da Seda. Até ao momento, a iniciativa já captou o apoio de mais de 100 países e organizações internacionais, afirmou ainda Shi Yaobin.



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com