Ice cubes logistics Jet Cold

Cold Jet assume papel de elo vital na logística global de vacinas anti-COVID-19

Empresas, LogísticaComentários fechados em Cold Jet assume papel de elo vital na logística global de vacinas anti-COVID-19325
Tempo de Leitura: 3 minutos

A empresa Cold Jet, referência mundial no fabrico de equipamento de produção de gelo seco e limpeza criogénica, vem assumindo, em tempos de pandemia, um papel importante na cadeia logística que garantirá a integridade do processo de distribuição das novas vacinas anti-COVID-19.

Com base nas projecções actuais, serão distribuídas globalmente, em 2020, até 50 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19 e até 1.3 mil milhões de doses até ao final de 2021. Algumas vacinas devem manter uma temperatura constante de -70 °C (±10°C) durante o armazenamento e expedição para se manterem estáveis e viáveis, o que representa um desafio logístico na distribuição global – neste contexto, a Cold Jet encontra-se a está a ajudar a indústria e os governos a distribuir com segurança milhares de milhões de doses de vacinas COVID-19 em todo o mundo.

As empresas farmacêuticas e de logística, bem como as agências governamentais, vêem-se perante o desafio de criar uma cadeia de frio de temperatura ultra-baixa para manter as vacinas a temperaturas abaixo de zero. Actualmente, a infra-estrutura de transporte refrigerado e a cadeia de abastecimento existentes não estão preparadas para lidar com estes tipos de expedições. O gelo seco, produzido a partir de CO2 reciclado, será essencial para a distribuição segura de cada uma destas doses – sublima sem criar qualquer resíduo ou desperdício, tornando-se no meio de refrigeração perfeito durante a expedição de vacinas – é aqui que a empresa pode assumir um papel preponderante.

Gelo seco mantém temperatura «em todos os pontos da cadeia»

«A dosagem de gelo seco directamente em contentores térmicos com temperatura controlada é a única forma de manter o nível de temperatura necessário durante o trânsito e armazenamento das vacinas», afirmou Wim Eeckelaers, Managing Director, EMEA da Cold Jet. «O gelo seco é necessário para manter a temperatura em todos os pontos da cadeia de transporte e distribuição de vacinas a frio», acrescentou.

Quando a vacina chegar às comunidades locais, será ainda dividida e enviada para centros de vacinação, clínicas públicas e móveis, hospitais e farmácias – «a Cold Jet está a trabalhar com distribuidores locais em todo o mundo, incluindo Portugal, para garantir que são capazes de satisfazer as necessidades de todas as comunidades, seja no interior das cidades ou em zonas rurais de difícil acesso», garante a empresa, lembrando que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a inadequada capacidade da cadeia de frio um obstáculo importante para a distribuição de vacinas nas economias em desenvolvimento. Nos últimos anos, lembra, perderam-se milhões de doses de vacinas devido a falhas na cadeia de frio.

Cold Jet apresenta um dos seus trunfos: o Dry Ice Production Hub

O centro de produção móvel Dry Ice Production Hub da Cold Jet pode ser a solução para este problema. «Queremos garantir que qualquer pessoa, independentemente do local onde vive no mundo, terá aceso a uma vacina segura e viável», acrescentou Dennis Hjort, Vice President – Global Dry Ice Manufacturing Systems da Cold Jet. As máquinas de produção de gelo seco da Cold Jet são capazes de produzir até 750 quilos por hora e são concebidas para funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana. «O impacto da COVID-19 na saúde global e na economia global tem sido doloroso, mas a Cold Jet está extremamente orgulhosa de desempenhar um papel tão vital no processo de distribuição de uma vacina», concluiu Eeckelaers.

Photo: “Ice Cubes” by Steven2005 is licensed under CC BY-NC-SA 2.0

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com