revolução digital

Comércio electrónico: KuantoKusta defende o «fim das barreiras alfandegárias»

Empresas, Logística Comentários fechados em Comércio electrónico: KuantoKusta defende o «fim das barreiras alfandegárias» 236
Tempo de Leitura: 2 minutos

O KuantoKusta, um dos canais mais influentes do e-commerce em Portugal (fundado em 2005 pelos irmãos Pimenta) mostrou-se apologista da implementação das regras multilaterais do comércio electrónico propostas pela Comissão Europeia – estas regras, recorde-se, foram o cerne do debate da recente reunião da Organização Mundial do Comércio (OMC), que arrancou no passado dia 13 de Maio, em Genebra, na Suíça.

«Criação de regras que ajudem a regular o comércio online é uma mais valia»

Na visão da empresa, liderada por Paulo Pimenta, «a criação de regras que ajudem a regular o comércio online é uma mais valia, não só para criar mecanismos que protejam o vendedor e o consumidor, como para quebrar barreiras alfandegárias», pode ler-se num comunicado ao qual a Revista Cargo acedeu e que expressa o posicionamento da empresa neste dossier. «Manter as barreiras alfandegárias não faz qualquer sentido e cria obstáculos que fazem com que o valor do artigo seja aumentado devido aos custos alfandegários e, fazem com que a expedição seja muito mais demorada e, em alguns casos, que seja mesmo impossível», declarou Paulo Pimenta, CEO do KuantoKusta.

Em busca de uma simplificação dos ‘negócios digitais’

Perante outra das regras propostas, referente à validação da garantia dos contratos e assinaturas electrónicas, o mesmo responsável afirma que a mesma vai tornar os negócios de plataforma online muito mais facilitado. «Até hoje, era curioso que para se tratar de questões de transacções, fosse necessária a assinatura em papel de mais de uma cópia de contrato, que teria que ser enviado por correio para assinatura e depois novamente devolvido. Agora, as transacções poderão ser feitas através de um simples clique», reforçou o mesmo responsável.

Esta evolução normativa será, para Paulo Pimenta, o caminho do indubitável progresso e da clarificação (e simplificação) das regras do e-commerce: «A implementação de regras multilaterais do comércio electrónico é a afirmação deste modelo e a concretização de que veio mesmo para ficar», finalizou.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com