linha do norte

Comissão em «estreita colaboração» para «evolução coordenada» das linhas férreas ibéricas

Terrestre Comentários fechados em Comissão em «estreita colaboração» para «evolução coordenada» das linhas férreas ibéricas 409
Tempo de Leitura: 2 minutos

Na resposta às preocupações plasmadas na carta de um grupo de personalidades portuguesas enviada, em Julho, à comissária dos Transportes Adina Valean (e que pode ler aqui), a Comissão Europeia relegou a questão da bitola para segundo plano. O organismo garantiu ainda que colabora com Portugal e Espanha «para assegurar uma evolução coordenada e gradual das suas linhas ferroviárias».

A resposta da Comissão afasta quaisquer receios de um isolamento de Portugal devido à não adopção da bitola europeia – argumento tecido pelos subscritores da missiva. A carta, datada de 3 de Setembro, explica que mais do que a bitola, há outros parâmetros de interoperabilidade que são ainda mais importantes, como é o caso da electrificação e a possibilidade de acomodar comboios de mercadorias com 740 metros de comprimento.

Posição da Comissão Europeia vai ao encontro dos argumentos da IP

Esta explicação vai ao encontro dos argumentos que a Infra-estruturas de Portugal (IP) tem invocado sempre que a discussão da bitola se acende. O documento da Comissão Europeia alude também a existência de barreiras administrativas como «obstáculos importantes» à interoperabilidade ferroviária, «os quais estamos empenhados em resolver», garante a Comissão Europeia na missiva, assegurando ainda estar «trabalhar em estreita colaboração com Portugal e Espanha, cooperando entre si para assegurar uma evolução coordenada e gradual das suas linhas ferroviárias».

Na missiva, a Comissão Europeia explica assim que a panóplia de alternativas técnicas para a problemática da bitola é alargada, dando o exemplo dos terceiros carris, travessas polivalentes e até material circulante com bitola variável. Trata-se de vagões de mercadorias que podem estender ou encurtar a distância entre as rodas para se adaptarem aos dois tipos de bitola. A resposta de Bruxelas esvazia a reivindicação da urgente mudança para a bitola europeia, plasmada na carta enviada em Julho à comissária dos Transportes, Adina Valean.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com