APS Janela Única Porto de Sines

Comunidade Portuária e Logística de Sines firma protocolo visando promoção do Agro-negócio

Logística, MarítimoComentários fechados em Comunidade Portuária e Logística de Sines firma protocolo visando promoção do Agro-negócio412
Tempo de Leitura: 3 minutos

A CPLS – Comunidade Portuária e Logística de Sines anunciou ter celebrado um protocolo de cooperação com a Câmara de Comércio Brasil Portugal – Centro Oeste (CCBP-CO) visando o estudo e promoção de uma solução logística eficaz e eficiente para a exportação de produtos agropecuários brasileiros pelos portos brasileiros, preferencialmente os localizados no Arco Norte, com destino à Europa e ao Norte de África, via Porto de Sines.

O protocolo, explicou esta Quarta-feira (dia 6 de Janeiro) a comunidade portuária e logística em comunicado, prevê a constituição de um «grupo de trabalho multidisciplinar com conhecimento profundo da cadeia de valor do mercado agropecuário brasileiro, incluindo a operação marítimo-portuária e a logística multimodal no Brasil e na Europa». A parceria faz parte da aposta na diversificação dos segmentos de negócio em Sines.

Comunidade Portuária e Logística promove novas áreas de negócio em Sines

«Este protocolo insere-se na estratégia da plataforma industrial, logística e portuária de Sines em promover novas áreas de negócio em Sines, como o agro-negócio, através do potencial existente de deslocalizar os fluxos logísticos do norte da Europa para Portugal, graças à oferta conjunta e completa que Sines apresenta», explicou a Comunidade Portuária e Logística de Sines, uma associação de entidades públicas e privadas localizadas em Sines, que tem como missão o desenvolvimento do complexo portuário e logístico de Sines, congregando os interesses e as valências dos seus associados.

Entre os objectivos desta organização destacam-se o reforço das relações comerciais com entidades congéneres, o aumento de produtividade por via da inovação tecnológica, a valorização dos seus activos e meios humanos e a consolidação de Sines como o principal hub Atlântico da Península Ibérica, atraindo novos investimentos na área portuária e na Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS).

Já a CCBP-CO representa os interesses dos produtores do Centro Oeste do Brasil, responsáveis por cerca de 45% de toda a produção agrícola brasileira. Grande parte desta produção é destinada à Europa, utilizando os Portos de Santos e Paranaguá ao invés dos portos do Arco Norte que, potencialmente, podem oferecer uma forte redução nos custos logísticos e ambientais utilizando Sines como porta de entrada na Europa.

Recorde-se que o plano estratégico do Porto de Sines para a próxima década (apresentado no fim de Setembro) aposta na diversificação dos segmentos de negócio que se desenvolvem na área de influência e de actuação da infra-estrutura portuária, em sintonia com a ZILS – neste contexto, a segmento do agro-negócio afigura-se como um alvo estratégico para o futuro do porto e da região. O Brasil alinha-se, agora, como um elemento importante no progresso desse negócio. Em Outubro passado, as ministras da Agricultura de Portugal e Brasil visitaram o porto alentejano, tendo em vista a promoção e desenvolvimento do Porto de Sines e das áreas logísticas e industriais adjacentes para o agro-negócio.

Saiba mais sobre a aposta estratégica de Sines no agro-negócio:

José Luís Cacho (APS): Porto de Sines pode ambicionar ser novo hub europeu de agro-negócio

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com