dois navios excesso

«Consolidação» do transporte marítimo contentorizado «deu mais poder» às grandes alianças

MarítimoComentários fechados em «Consolidação» do transporte marítimo contentorizado «deu mais poder» às grandes alianças373
Tempo de Leitura: 2 minutos

Através de um comunicado conjunto, a Associação de Transitários de Portugal (APAT) e o Conselho Português de Carregadores (CPC) mostraram-se bastante críticas do comportamento dos armadores durante esta crise sanitária global – apelando à tutela que intervenha junto da União Europeia, as duas entidades frisam que o fenómeno de consolidação no Shipping contentorizado veio dar poder «injustificado» às grandes alianças marítimas.

O contexto é de grande dificuldade para carregadores, transitários e empresas exportadoras e importadoras: a escassez global de contentores, aliada ao crescimento dos fretes e à proliferação da alteração de termos contratualizados previamente, têm colocado as transportadoras marítimas na mira das críticas. Para a APAT e para o CPC, «as empresas portuguesas não estão a conseguir fazer frente» a esta conjuntura extremamente difícil.

As entidades vincam que é «evidente» que a consolidação no âmago do transporte marítimo de contentores (que ganhou força desde 2016, com a insolvência da sul-coreana Hanjin Shipping), «deu mais poder, até injustificado, às três grandes Alianças (2M, THE Alliance e Ocean Alliance)». Agora, o cenário é pautado por uma «generalizada falta de contentores e aplicação de sobretaxas», factores que prejudicam as empresas.

O receio é o de que esta situação, aparentemente circunstancial, se transforme, pela prática reiterada, numa situação estrutural e sistémica: «É igualmente verdade que estas empresas referem que estamos perante uma situação temporária e não estrutural, mas receamos que esta anormalidade se torne num ‘novo’ normal, pois o acesso a esta actividade é cada vez mais difícil para novos Operadores», apontam as entidades no comunicado.

A APAT e o CPC apelam, assim, a que a tutela portuguesa intervenha junto das instâncias comunitárias, no sentindo de analisar todo este cenário, que, assinalam ainda, tem directas repercussões que chocam com as directrizes de sustentabilidade ambiental preconizadas pela União Europeia.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com