rhenus alemanha contentores

Contentores crescem +2,6% em 2020, atingindo os 2,8 milhões de TEU sob a batuta de Sines

Marítimo Comentários fechados em Contentores crescem +2,6% em 2020, atingindo os 2,8 milhões de TEU sob a batuta de Sines 448
Tempo de Leitura: 2 minutos

O balanço de 2020 em termos de movimentação de contentores nos portos do Continente foi hoje conhecido: os dados da AMT dão conta de um crescimento global de +5,1% no mercado da Carga Contentorizada, a que correspondem +1,54 milhões de toneladas para um total de 31,81 milhões de toneladas, «fortemente alavancado no comportamento de Sines». Em termos de TEU, contaram-se 2,8 milhões (+2,6%) de TEU.

Transhipment crucial para a recuperação liderada por Sines

Terminal XXI PSA Porto de SinesEsta evolução positiva, em pleno ano de pandemia, contou com a primacial contribuição do porto alentejano: o seu volume movimentado representou um acréscimo de +2,81 milhões de toneladas (+16,4%) face a 2019, contando para tal com o apoio do tráfego de transhipment, que assumiu «uma importância significativa», representando em volume de TEU 68,4% do movimento do porto e 39,3% do movimento total, detalha a AMT.

A marca global de 2,8 milhões de TEU ultrapassou o volume apurado no ano de 2019 em +2,6%, um registo positivo que corresponde a +72,2 mil TEU. «Para este comportamento global contribuiu determinantemente o porto de Sines, ao registar um acréscimo de +13,3% (+188,75 mil TEU), anulando os decréscimos verificados em Lisboa (-35,1%) e Figueira da Foz (-13,5%)», detalhou a AMT no seu último relatório.

No documento, ao qual acedemos, destaca-se que a grande evolução positiva de Sines em 2020 «apenas se consolida no segundo semestre, que traduz um acréscimo de +33,4% face ao semestre homólogo de 2019 e reflecte a inversão de um ciclo negativo iniciado em Abril de 2019 e que persistiu até Março de 2020» (tal como a Revista Cargo noticiou à data), não obstante no mês de Junho se ter observado novo recuo pontual de -2,3%.

Contentores: Leixões e Setúbal triunfantes em 2020

Os portos de Leixões e Setúbal, que traçaram um trilho de variações homólogas positivas sucessivas e de novos recordes no segmento dos contentores (como a Revista Cargo foi reportando), registaram também os volumes anuais de TEU mais elevados de sempre, ao atingirem 703,93 mil TEU e 166,86 mil TEU respectivamente , após acréscimos anuais respectivos de +2,6% e de +22,2%.

Ainda neste segmento, refira-se que o Porto de Sines mantém, como expectável, a liderança nacional com uma quota de 57,6%, superior em +5,4 pontos percentuais à que detinha no ano de 2019. Na posição seguinte encontra-se o Porto de Leixões, com 25,1% (idêntica à que detinha em 2019), Lisboa com 10,7% (-6,2 pp), Setúbal com 6% (+1 pp) e Figueira da Foz, que mantém uma quota residual de 0,6%.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com