continental xilinx

CES 2018: Continental mostra desenvolvimentos no processamento de dados para a condução automatizada

Marítimo, Veículos Comentários fechados em CES 2018: Continental mostra desenvolvimentos no processamento de dados para a condução automatizada 281
Tempo de Leitura: 3 minutos

A pensar na quantidade significativa de dados que serão gerados através da condução automatizada, a Continental desenvolveu uma plataforma de computação altamente flexível, destinada a sistemas de condução automatizada, solução essa que dará a conhecer na CES 2018.



A quantidade de dados gerados pelos sensores e outras entradas como radar, câmara, LiDAR e mapas, exigirá unidades de processamento cada vez mais poderosas do que aquelas que são utilizadas actualmente.

Assim, a Continental, através do seu San Jose Research & Development Center, em estreita colaboração com a Xilinx, San Jose, a Assisted & Automated Driving Control Unit – Unidade de Controlo para Condução Automatizada e Assistida – permitirá aos seus clientes chegarem mais rapidamente ao mercado, construindo com base na linguagem Open Computing Language (OpenCL), criada pelo Khronos Group, um consórcio focado na criação de padrões abertos para gráficos, media e computação paralela.

A plataforma fornece várias opões de computação, como a CPU, GPU, DSP e agora, com a ajuda da Xilinx, a Field Programmable Gate Array (FPGA), que oferece uma solução personalizável de aceleração de hardware. Isto dá aos responsáveis pelo desenvolvimento a capacidade de optimizar software para o mecanismo de processamento apropriado ou criar seus próprios aceleradores de hardware com a lógica programável Xilinx. O resultado é a maior liberdade para optimizar o desempenho sem comprometer a latência, dissipação de energia ou a flexibilidade para mover algoritmos de software entre os chips integrados à medida que o projecto avançar.

Parceria Continental-Xilinx

xilinx«A Xilinx está muito orgulhosa em colaborar com a Continental no desenvolvimento da Unidade de Controlo de Condução Assistida e Automatizada, permitindo a criação de ecossistema para a condução automatizada. Adoptámos o espírito de uma plataforma de hardware que convida à colaboração, em vez de obrigarmos as empresas a usarem uma arquitectura própria», disse Willard Tu, Director Sénior para o Mercado Automóvel na Xilinx.

«A nossa Unidade de Controlo para Condução Automatizada e Assistida permitirá que os engenheiros automóveis possam criar as suas próprias soluções diferenciadas para aprendizagem automática e fusão sensorial. A Tecnologia Totalmente Programável da Xilinx foi escolhida já que oferece flexibilidade para fazer face às novas e dinâmicas exigências que levam à condução totalmente autónoma», disse Karl Haupt, Director da Unidade de Negócios para Sistemas Avançados de Apoio à Condução da Continental. «Para a Continental, a Unidade de Controlo para Condução Automatizada e Assistida é um elemento central para a implementação da arquitectura de segurança funcional necessária e, simultaneamente, um anfitrião para o modelo de ambiente abrangente e as funções de condução necessárias para a condução automatizada».

Computador Central com exigências de segurança mais rigorosas para a condução automatizada

A Unidade de Controlo para Condução Automatizada e Assistida oferece uma família de produtos dimensionável para condução assistida e automatizada, cumprindo os mais elevados requisitos de segurança (ASIL D) até 2019. Esta plataforma fornecerá uma variedade de portas de comunicação para o fluxo de dados necessário. Durante o desenvolvimento, a Continental distingue entre a Unidade de Controlo da Condução Assistida e a Unidade de Controlo da Condução Automatizada.

O primeiro produto desta família redimensionável é um módulo para sistemas avançados de assistência ao condutor que oferece um pacote completo, optimizado em termos de custos que liga sensores e actuadores, sendo o complemente perfeito para a inteligência central e segurança. A unidade de controlo para a condução automatizada é seguida por um computador potente que cumpre os requisitos da condução altamente automatizada, centrando-se especialmente nas novas estruturas digitais para a modelação de um ambiente abrangente (ASIL D) e desempenho em tempo real, fornecendo maior facilidade de utilização aos responsáveis de desenvolvimento ao oferecer um caminho OpenCL em cada chip.



Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com