Secretário de Estado das Infra-estruturas Jorge Delgado Plano Ferroviário

Corredor Internacional Sul permitirá alteração profunda no acesso dos portos à fronteira

Terrestre Comentários fechados em Corredor Internacional Sul permitirá alteração profunda no acesso dos portos à fronteira 413
Tempo de Leitura: 2 minutos

Durante a intervenção no seminário ‘Corredor Internacional Sul – a sua importância estratégica’, ocorrido no passado dia 15 de Julho, o Secretário de Estado das Infra-estruturas, Jorge Delgado, afirmou a importância do Corredor Internacional Sul no acesso dos portos à região Sul e à fronteira.

Na abertura da sessão do evento online, o Secretário de Estado das Infra-estruturas deu ênfase à importância do investimento português no Corredor Internacional Sul plasmado na «construção de 90 quilómetros de nova linha que permitirá uma alteração profunda no acesso dos portos da região sul do país à fronteira, reduzindo a distância percorrida em 150 quilómetros, bem como o tempo de viagem».

Corredor Internacional Sul unirá as «duas capitais do ponto de vista ferroviário»

Linha IP Douro Ferrovia IP IP PortugalJorge Delgado deu também destaque à conexão ferroviária, uma vez que esta irá tornar muito «mais competitiva e atractiva a gestão da circulação de mercadorias, fundamental por questões económicas – com a redução dos custos do transporte -, mas também por questões ambientais, no combate às alterações climáticas, e onde o sector dos transportes tem um papel importante com a transferência modal da rodovia para a ferrovia, que por poder ser alimentada por energia eléctrica acaba por ser um transporte mais amigo do ambiente», explicou.

O Secretário de Estado explicou que o Corredor Internacional Sul «faz parte da ligação de alta velocidade de Lisboa a Madrid», e que este novo troço «permitirá circular a mais de 250 quilómetros hora, em mais de 95% do seu trajecto», possibilitando, com as obras que estão a ser realizadas do lado espanhol, «unir as duas capitais do ponto de vista ferroviário, aumentando assim a competitividade deste transporte». Para Jorge Delgado, a aposta na «ferrovia é muito clara e este Corredor é um importante investimento»; o representante governativo enalteceu ainda o trabalho que a IP, «uma empresa de referência nacional», tem vindo a desenvolver «na gestão do Programa Ferrovia 2020», concluiu.

Recorde-se que o evento, seguido a par e passo pela Revista Cargo, serviu para analisar e debater a importância deste Corredor na rede ferroviária nacional e na conexão com Espanha, contribuindo assim para o alargamento da área de influência dos portos marítimos de Sines, Setúbal e Lisboa.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com