António Costa e Silva portos ferrovia recuperação

Costa e Silva ‘esquece’ bitola europeia: «Desenvolver bitola ibérica» conta com «apoio transversal»

Terrestre Comentários fechados em Costa e Silva ‘esquece’ bitola europeia: «Desenvolver bitola ibérica» conta com «apoio transversal» 461
Tempo de Leitura: 2 minutos

O consultor nomeado pelo Governo para delinear as fundações do plano de recuperação económica de Portugal, deixou cair a questão da aposta na bitola europeia, após ter recebido diversos contributos públicos que calibraram a sua visão sobre o tema ferroviário e a ligação à Europa. Ontem na Gulbenkian, ao apresentar dos contributos, António Costa e Silva caracterizou a aposta na bitola europeia como sendo um «investimento colossal».

Adoptar bitola europeia seria «investimento colossal», diz Costa e Silva

A aposta na bitola europeia – que tem sido uma ideia defendida por várias figuras ilustres da sociedade portuguesa – deixou de ser prioridade no plano de revitalização económica de Portugal gizado por António Costa e Silva. Assim, na Visão Estratégica entregue agora ao Governo já não vai constar a aposta na bitola europeia para potenciar as ligações ferroviárias à Europa. «Se adoptarmos agora a bitola europeia é um investimento colossal», disse.

«Fazer a troca de bitola implica um investimento que, pela sua dimensão, é difícil de quantificar e poderá tornar redundante o actual material circulante», argumentou Costa e Silva, defendendo que esta não deve ser uma prioridade, pelo menos no que concerne ao curto e médio prazo. A visão vai assim ao encontro das recomendações da Comissão Europeia, que, em carta de resposta às preocupações expressadas por um grupo de ilustres empresários e profissionais portugueses sobre a «ilha ferroviária» em que Portugal se pode tornar, menorizou a importância da bitola europeia.

Portugal deve apostar nas ligações a Espanha e na alta velocidade Lisboa-Porto

Costa e Silva mantém a convicção de que é preciso apostar nas ligações a Espanha e na alta velocidade entre Lisboa e Porto: este tópico, ressalvou, mereceu «consenso alargado». «O grande projecto desenvolvido na Visão [Estratégica] e com apoio transversal é desenvolver a bitola ibérica», rematou o docente do Instituto Superior Técnico. «As questões vitais estão a ser tratadas no plano Ferrovia 2020» e passam pela electrificação da rede e pelo aumento da capacidade das linhas – desígnios reiteradamente defendidos por Carlos Vasconcelos, administrador da Medway.

Fonte: Jornal de Negócios

Saiba mais sobre o diferendo da bitola:

Mudança de bitola «representaria um desperdício de dinheiros públicos criminoso»

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com