CV Interilhas Grupo ETE

CV Interilhas assinala registos marcantes: 26 meses de operação marítima em contexto árduo

Empresas, Marítimo Comentários fechados em CV Interilhas assinala registos marcantes: 26 meses de operação marítima em contexto árduo 359
Tempo de Leitura: 2 minutos

A CV Interilhas (do Grupo ETE), concessionária dos transportes marítimos em Cabo Verde, atingiu, neste arranque de Novembro, a fasquia de um milhão de passageiros transportados desde que se encontra em operação. A informação foi avançada pelo administrador, Jorge Maurício.

A transportadora marítima, liderada (51%) pela Transinsular (armador do grupo português ETE) e participada nos restantes 49% por 11 armadores cabo-verdianos, assumiu em Agosto de 2019 um contrato de concessão do transporte público marítimo de passageiros e cargas inter-ilhas.

De acordo com Jorge Maurício, para este registo contribuíram os resultados dos últimos meses, com a transportadora a movimentar, até Setembro, mais de 380 mil passageiros, um aumento de 47% em relação ao período homólogo de 2020, então fortemente afectado pelas restrições devido à pandemia de covid-19, além de 41 mil viaturas (+46%) e 170 mil toneladas (+37%) de carga geral, num total de 3.160 escalas (+13%) de navios.

Jorge Mauricio«Em Agosto passamos celebramos 26 meses de actividade (…) Destes 26 meses, 19 deles foram e está a ser de pandemia. Fazer a montagem de um serviço de transporte marítimo muito complexo num país arquipelágico, com nove ilhas habitadas, nove portos, garantir a coesão e ligação territorial de forma continua não é tarefa simples», declarou, à agência Lusa, o administrador da CV Interilhas.

O administrador cabo-verdiano detalhou que a estratégia da empresa foi segmentada em duas partes: a primeira consistiu na implementação do sistema de transporte da CV Interilhas, durante os primeiros dois anos: «Um milhão de passageiros transportados, mais de 8.000 viagens realizadas numa fase de implementação», explicou à Lusa. A segunda fase passa pela implementação de outros serviços, «de mais qualidade» no que diz respeito ao transporte marítimo interilhas, tanto de pessoas como de mercadorias.

O gradual levantamento das restrições na lotação dos navios e aos movimentos de pessoas permitiu à empresa recuperar tráfegos e pujança, na ressaca do surgimento da COVID-19. «O verão foi intenso e graças à CVI podemos garantir valores verdadeiramente expressivos, para além da regularidade, dos itinerários e das rotas bem definidas. As pessoas já sabem com o que podem contar, já começam a ganhar confiança num processo também que é novo e ainda em construção», rematou o administrador Jorge Maurício.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com