Diogo Marecos (Operestiva): «Quando falamos de Setúbal conseguimos solucionar Setúbal»

Marítimo Comentários fechados em Diogo Marecos (Operestiva): «Quando falamos de Setúbal conseguimos solucionar Setúbal» 605
Tempo de Leitura: 1 minutos

Diogo Marecos, director executivo da Operestiva, foi uma das peças-chave da negociação da paz social no Porto de Setúbal, e, como não poderia deixar de ser, marcou presença na assinatura do acordo que reconduz o porto sadino à paz sócio-laboral que tanto operadores e trabalhadores desejavam, embora com prismas distantes. Até agora.

Diogo Marecos destacou importância da redução de eventuais e a manutenção da liberdade de gestão das empresas

Segundo as declarações de Diogo Marecos, este acordo entre a Operestiva e Setucel e o SEAL significa que «estão reunidas todas as condições» para que o SEAL levante a paralisação, conduzindo o Porto de Setúbal de volta à normalidade funcional, cenário que fugia ao controlo do porto desde o passado dia 5 de Novembro.

«Quando falamos de Setúbal conseguimos solucionar Setúbal», afirmou taxativamente Diogo Marecos, analisando o acordo obtido: «Penso que vamos, de facto, diminuir o número de trabalhadores eventuais, o que é algo muito importante, e, ao mesmo tempo, as empresas mantêm a sua liberdade de gestão, o que é igualmente relevante».

«Se as cargas portuguesas que estão em Espanha voltarem, vamos aumentar o número de pessoas»

«Portanto, continuamos a poder contratar. Se as cargas portuguesas que estão em Espanha voltarem, vamos aumentar o número de pessoas», garantiu Diogo Marecos. «Congratulamo-nos de ser levantada a greve ao trabalho suplementar em Setúbal, que é a única forma de o porto funcionar. Um navio que chegue à Sexta-feira não pode esperar para ser trabalhado para Segunda-feira», explicou à comunicação social.

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com