dona tututa cv

‘Dona Tututa’ (CV Interilhas) arrancará operações já no próximo mês de Setembro

Marítimo Comentários fechados em ‘Dona Tututa’ (CV Interilhas) arrancará operações já no próximo mês de Setembro 326
Tempo de Leitura: 2 minutos

Grupo ETE Dona Tututa refitO novo navio da empresa CV Interilhas, intitulado de ‘Dona Tututa’, encontra-se na fase final do processo de adaptação à bandeira de Cabo Verde, esperando-se que durante o mês de Setembro, inicie operações, promovendo as ligações regulares entre as ilhas de S. Vicente, Santo Antão, São Nicolau, Sal, Praia e Boavista, adiantou a transportadora marítima, que faz parte do Grupo ETE.

Chegado recentemente ao país cabo-verdiano (veja aqui toda a história do novo reforço da CV Interilhas), o navio ro-pax encontra-se em processo de adaptação à bandeira cabo-verdiana, acompanhado pela sociedade classificadora internacional ABS (American Bureau of Shipping). «Sendo a segurança um dos pilares de actuação da CV Interilhas, a empresa tem trabalhado no sentido de cumprir todas as exigências e normas internacionais relacionadas com a segurança dos navios Roll-On Roll- Off, nomeadamente o ISM – Internacional Safety Management, SOLAS – Safety Of Life At Sea, a fim de obter todos os certificados de gestão de segurança de navios de passageiros», vincou a transportadora marítima

Por exigência da classificadora ABS, e a fim de se concluir a adaptação à bandeira de Cabo Verde, foram exigidas a instalação de novos componentes nos sistemas de segurança a bordo, tendo em vista o aumento de segurança a bordo. Está em curso a instalação de portas A60 corta-fogo, a extensão do sistema de sprinklers, a instalação do sistema MÊS para evacuação dos passageiros, instalação de novo Fast Rescue Boat e ainda, instalação – na zona do car deck – de portas estanques à água (watertight doors). «Ainda que todas estas exigências se reflictam num processo moroso, são o reflexo do compromisso que a CV Interilhas tem para com os cabo-verdianos, garantindo toda a máxima segurança a bordo», disse a empresa.

O ‘Dona Tututa’ aumentará capacidade de oferta do serviço público de transporte marítimo de passageiros e cargas interilhas. Pelas características – que aporta, munido de uma rampa de popa, equipado com Bow Thruster e com capacidade de transporte de carga reefer – determinantes para o escoamento de produtos inclusive frescos, o novo navio é visto como «um forte contributo para a movimentação da economia nacional».

Saiba mais sobre o ‘Dona Tututa’ e a sua utilidade para Cabo Verde:

Jorge Maurício (ETE): Dona Tututa é «grande equipamento para o mercado cabo-verdiano»

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com