nuno afonso moreira dourogás

Dourogás focada em investir em cinco novo projectos de biogás nos próximos anos

Empresas, Terrestre, Veículos Comentários fechados em Dourogás focada em investir em cinco novo projectos de biogás nos próximos anos 448
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em entrevista ao ‘Jornal de Negócios’, Nuno Afonso Moreira, presidente da Dourogás, fez o ponto de situação do grupo e analisou a evolução do gás natural no sector dos transportes. Pelo caminho, revelou que está prevista a aposta em cinco novos projectos de biogás nos próximos cinco anos, para juntar ao existente em Mirandela.

Foco na construção de redes de gás

O presidente do grupo explicou que a decisão de enfoque na actividade na construção de redes de gás, com a vertente renovável a ter total primazia, está plasmada na venda da Goldenenergy, uma vez que os accionistas «sentiram que era o momento adequado para se concentrarem no negócio do gás».

Este foco total, adiantou ao ‘Jornal de Negócios, fica patente na vontade de juntar ao projecto em Mirandela mais «quatro ou cinco» projectos de biogás (gás formado a partir da degradação, sem oxigénio, de matéria orgânica). A unidade recebe 3 camiões por dia, carregados de resíduos urbanos e saem com o depósito cheio – a meta, a curto prazo, é aumentar este número para pelo menos 10 viaturas a curto prazo, adiantou Nuno Afonso Moreira.

Grupo investirá 6 milhões em 3 novos postos de GNV

«O sector do gás tem um papel muito importante a desempenhar no futuro da descarbonização. Do ponto de vista tecnológico, os processos que envolvem a indústria pesada não vão ser substituídos por electricidade», comentou, ao ser confrontado com o epíteto de ‘rei da sustentabilidade ambiental’ muitas vezes atribuído à electromobilidade.

No seu plano de expansão, o grupo planeia investir cerca de 6 milhões de euros «nos três novos postos de GNV, e em redes de distribuição de 58 milhões», revelou Nuno Afonso Moreira. Mas tal valor não será empregue todo em 2019: no presente ano, o montante a investir rondará os 25 milhões de euros.

«Somos líderes nacionais»

Quanto ao índice de concorrência, quanto mais abrangente, melhor: «Há muita concorrência no mercado de gás ibérico. Mas, claro, temos várias vantagens em que essa concorrência ibérica passe a ser europeia, com a construção de interligações», respondeu, lembrando que a pioneira Dourogás já desenvolve o sector «há 10 anos».

«Entendemos que se o gás era bom para as empresas e famílias também seria para automóveis. Somos líderes nacionais. Temos sete postos em operação e fornecemos mais de 500 veículos pesados e 300 ligeiros todos os dias», rematou Nuno Afonso Moreira, durante a sua entrevista ao ‘Jornal de Negócios’.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com