DPD Portugal peugeot boxer

DPD Portugal aposta na Peugeot para atingir compromisso de redução de emissões de CO2

Empresas, Logística Comentários fechados em DPD Portugal aposta na Peugeot para atingir compromisso de redução de emissões de CO2 646
Tempo de Leitura: 2 minutos

A DPD Portugal apostou na marca Peugeot para atingir compromisso de redução de emissões de CO2, por via da aquisição de 276 modelos Boxer, que se destinam à renovação de parte da sua frota operacional. Segundo Rui Nobre, Director-Geral Adjunto de Operações da DPD Portugal, esta decisão regeu-se por «critérios de racionalidade económica e ambiental» e servirá para dar resposta ao plano de corte de emissões de CO2 da empresa.

DPD Peugeot«A escolha da solução da Peugeot por parte da DPD teve em conta critérios de racionalidade económica e ambiental, nomeadamente os consumos e as emissões. Prevê-se por isso que, comparativamente à nossa anterior frota, as reduções de consumos seja na ordem dos 10% ao ano, levando a uma correspondente redução em termos de emissões de CO2, medida esta que está completamente alinhada com a nossa Política de desenvolvimento sustentável», declarou o Director-Geral Adjunto de Operações da DPD Portugal, na sequência do anúncio.

Tal como a Revista Cargo noticiou, este negócio decorre da vitória da Peugeot Portugal no concurso público levado a cabo pela DPD, e é válido para os anos de 2020 e 2021, ao longo dos quais se prevê a entrega, faseada e até Dezembro do próximo ano, do lote total de 276 unidades do furgão Peugeot Boxer. A opção da DPD pela nova geração do Peugeot Boxer recaiu em 260 unidades da versão de maiores dimensões 335 L3H3 Pro e 16 unidades da versão 333 L2H2 Pro, ambas equipadas com o motor 2.2 BlueHDi de 120 cv, que cumpre as mais recentes normas €6.2 e está equipado com a tecnologia Stop & Start, posicionando o modelo ao melhor nível do mercado em matéria de consumos de combustível e de emissões de CO2.

O negócio, num valor de mercado que supera os 10,5 milhões de euros, «tem naturais efeitos positivos na economia nacional e na recuperação do sector automóvel, numa fase em que o mercado nacional de Comerciais Ligeiros registou uma quebra superior a 40% no passado mês de Agosto, sendo essa redução de 37% no acumulado do ano 2020», salientou, em comunicado, a Peugeot.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com