Drone ou avião? Elroy Air projecta modelo autónomo que poderá até transportar contentores

Aéreo, Logística Comentários fechados em Drone ou avião? Elroy Air projecta modelo autónomo que poderá até transportar contentores 299
Tempo de Leitura: 3 minutos

Se algumas das maiores companhias do mundo tomaram a dianteira do desenvolvimento do uso de drones para a entrega de encomendas à porta das residências, outras há que já pensam fora dessa ‘caixa’, idealizando drones autónomos de carga do tamanho de pequenos aviões, adiantou o portal Trucks.com, numa peça construída pela jornalista Cyndia Zwaleh.



Esta empresa já giza planos de desenvolvimento desses aviões de carga não tripulados para competir com a oferta das viagens de curta distância efectuada por camiões e com os serviços dos pequenos aviões de carga, testando já protótipos e preparando o terreno para o estabelecimento, com sucesso, destes modelos no contexto logístico do futuro.

Aviões autónomos de carga não tripulados podem materializar a Logística 4.0

«As empresas que consiga ser céleres e responder de forma flexível serão as vencedoras à medida que o cenário da Logística se continua a transformar», comentou David Merrill, co-fundador da Elroy Air, uma startup de San Francisco que trabalha no desenvolvimento de protótipos de drones destinados ao transporte de mercadorias. Os esforços da indústria, que agora desponta, atraem o interesse de grandes operadoras como a FedEx ou UPS, que encaram estes progressos como fundamentais para a reformulação do transporte de bens.

«O objectivo do desafio é demonstrar à indústria e ao público em geral que os veículos autónomos não tripulados não estão limitados a veículos aéreos do tamanho de brinquedos, sendo capazes de responder às exigências das indústrias tradicionais como a da carga aérea, com capacidades de carga assinaláveis», afirmou Ed De Reyes, co-fundador e executivo-chefe da Sabrewing, empresa de drones de carga que espera desbloquear o potencial económico dos voos de carga não tripulados.

De facto, esta nova realidade que agora está em ebulição poderá verter para o segmento da carga aérea em poucos anos: de acordo com um recente relatório da  Associação das Indústrias Aeroespaciais (AIA) prevê que as aeronaves de carga de custa distância estarão aptas, daqui a uma década, a executar voos de rotina no espaço aéreo dos EUA em zonas rurais (e baixas altitudes) que implicam menores riscos (em fase de testes). Ainda assim, o relatório aponta a falta de regulamentação como uma das pechas deste dossier.

Elroy Air perspectiva futuro da Logística: drones autónomos e humanos em sintonia

A Elroy Air encontra-se em fase avançada de testes do seu modelo inovador: um drone (de asa fixa) que inclui um compartimento de carga destacável e que é capaz de descolar e aterrar verticalmente tal qual um helicóptero, não necessitando assim de uma pista para tais movimentações. Um vez no ar, alimentado por um motor híbrido, cruza os ares como um pequeno avião, transportando carga por curtas distâncias.

A empresa visiona um futuro em que tais drones são complementados com o trabalho humano de carregamento e descarga das células de carga no perímetro – o avião de carga rolaria (taxiamento) e carregaria automaticamente as células ou cápsulas de carga, descolando e aterrando depois de forma também autónoma. De seguida, deslocar-se-ia para os armazéns, automaticamente soltando a cápsula para os trabalhadores humanos a descarregarem. Não é de excluir, também, a incorporação de contentores na operação de frete aéreo destes modelos, algo que, segundo a empresa, apenas poderá acontecer numa fase mais avançada.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com