«Drones: o futuro da carga aérea», auspicia a IATA

Aéreo Comentários fechados em «Drones: o futuro da carga aérea», auspicia a IATA 462
Tempo de Leitura: 2 minutos

Na sua ‘newsletter’ de Julho, a Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) abordou o tema – cada vez mais em voga – dos drones, dissertando sobre as suas funcionalidades e variadas utilidades no que ao transporte (de pessoas e mercadorias) concerne. No documento, ao qual a Revista CARGO teve acesso, o organismo discorre sobre os próximos passos a serem dados pelos drones no âmbito do transporte aéreo, bem como a forma mais segura e eficiente de integrar esta nova tecnologia no nosso quotidiano sócio-profissional.

Drones: um pequeno novo mundo nasce para o transporte aéreo de carga

O documento divulgado pela IATA não perde tempo em concluir que os drones «oferecem muitas novas oportunidades», nomeadamente na «entrega de primeira e última milha para pequenos pacotes em áreas urbanas e rurais», na oferta de um «modo de transporte mais eficiente e sustentável para locais remotos», de uma alternativa bastante económica «para as aeronaves tradicionais em rotas específicas, apoiando o crescimento crescente do comércio electrónico transfronteiriço» e possibilitando «operações de carga mais eficientes, com o uso desses veículos aéreos para triagem e inventário automatizados».

Segurança deve ser prioridade, diz IATA

A entidade sublinha, na ‘newsletter’, que a segurança deverá ser sempre uma prioridade neste novo processo de integração dos drones, quer a nível recreativo, quer aos níveis do transporte de pessoas e de mercadorias. As regulamentações direccionadas para os drones deverão harmonizar a co-existência de diferentes tipos de aeronaves, tripuladas ou não, em prol da segurança de todos. Alerta a IATA que, para uma integração harmoniosa, serão necessárias melhorias ao nível da tecnologia ‘geo-fencing’ (mapeação virtual com recurso, por exemplo, ao GPS) e da evasão de colisão.

«Drones: o futuro da carga aérea», auspicia a IATA

«Para além da segurança, a IATA procura a forma através da qual os drones poderão funcionar como um facilitador para as companhias aéreas, começando pelo frete aéreo», afirma a associação. «Juntaremos diversos ‘stakeholders’ para que se discutam os benefícios e oportunidades dos drones, especialmente no transporte aéreo de carga, não fosse o nosso papel o de encorajar os nossos membros a contemplar o futuro e a abraçar novas oportunidades», conclui a IATA.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com