dois navios excesso

ECSA e ICS querem UE e China a traçar novo caminho para redução de emissões de CO2 no shipping

Marítimo Comentários fechados em ECSA e ICS querem UE e China a traçar novo caminho para redução de emissões de CO2 no shipping 247
Tempo de Leitura: 1 minutos

O controverso presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, decidiu retirar o país do Acordo de Paris, numa medida que pode até ser ‘positiva’ para a indústria do shipping no que à batalha ambiental diz respeito.

Como se sabe, o transporte marítimo não faz parte do Acordo de Paris. O seu enfraquecimento com a saída dos EUA pode levar a que determinados países possam juntar-se no reforço para a redução de emissões no shipping.

A visão é da International Chamber of Shipping (ICS) e da European Community Shipowners’ Association (ECSA), que querem que a União Europeia e a China liderem esta ‘luta’.

A European Community Shipowners’ Association fala em encourajar a União Europeia e a China a definir novas regras para as emissões de CO2 derivadas do shipping.

Redução das emissões não deve ser posta em causa

«A saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris não deve colocar em causa uma ambiciosa estratégia global para reduzir as emissões de CO2 do transporte marítimo», afirmou o secretário-geral da ECSA, Patrick Verhoeven.

A cooperação entre a UE e a China nesta matéria foi falada de forma prometedora no 19º Encontro UE-China, que decorreu recentemente em Bruxelas. O responsável da ECSA mostra satisfação por ver cooperação entre a UE e a China nesta matéria e espera que estes venham a liderar esta matéria.

european community shipowners associationsinternational chamber of shipping

 

 

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com