Medway

Electrificação ferroviária e maior competitividade em Sines para «entrar a sério em Espanha»

Empresas, Terrestre Comentários fechados em Electrificação ferroviária e maior competitividade em Sines para «entrar a sério em Espanha» 838
Tempo de Leitura: 1 minutos

A electrificação é o caminho para uma ferrovia mais competitiva, o que, por inerência, aportará maior competitividade aos portos nacionais, como Sines: esta é a visão de Carlos Vasconcelos, que, recentemente, concedeu uma longa entrevista ao ‘Dinheiro Vivo’.

Electrificação de troços maximizará cargas transportadas

Para o administrador da empresa de transporte ferroviário de mercadorias Medway, o país deve ser ambicioso e capitalizar a electrificação dos troços para minimizar custos, aumentar a maximização das cargas e, consequentemente, injectar mais competitividade logística.

«O nosso grande objectivo é Madrid», realçou administrador da Medway

«Por exemplo, perto de Sines, o novo traçado em Grândola tem de ser construído sem pendente que reduz bastante a capacidade dos comboios, com menos custos para o cliente. Desta forma, poderemos tornar o Porto de Sines mais competitivo e entrar a sério em Espanha – hoje só temos um comboio diário para Sevilha e o nosso grande objectivo é Madrid», declarou o gestor, quando instado a analisar a importância da electrificação.

«Temos muitas limitações nas linhas por causa dos cruzamentos. Cortando pendentes, seria preciso menos locomotivas, libertávamo-las para outros serviços e cada comboio levava mais carga», acrescentou ainda Carlos Vasconcelos durante a entrevista. Recorde-se que a Medway anunciou a aquisição de novas locomotivas para intensificar a aposta no mercado espanhol, aumentando assim a sua capacidade operacional no país vizinho.

 

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com