Em carta aberta, Sindicato XXI critica postura da Ministra do Mar e fala em «teatro»

Marítimo Comentários fechados em Em carta aberta, Sindicato XXI critica postura da Ministra do Mar e fala em «teatro» 286
Tempo de Leitura: 2 minutos

Através de um carta «entregue em mão» à Ministra do Mar há uma semana e meia atrás, aquando da visita da governante a Sines para «anunciar os novos investimentos» (noticiados aqui), o Sindicato XXI expressou uma forte crítica à governação da líder da pasta do Mar, frisando o seu «profundo desagrado e sentimento de revolta» para com a postura de Ana Paula Vitorino durante o conflito laboral com a PSA/Laborsines.

Contextualizando, recorde-se que as negociações entre o sindicato e a PSA/Laborsines não chegaram a bom porto, tendo sido interrompidas definitivamente após a recusa sindical da última proposta da empresa, apresentada no passado dia 10 de Agosto – para o sindicato, a proposta consumou a «falta de respeito» e «desprezo» da empresa. Assim, a greve parcial no Terminal XXI (até dia 24 de Agosto) não foi travada.

Neste contexto de rompimento, aliado aos recentes desenvolvimentos no dossier de expansão do Terminal XXI, surge então a crítica a Ana Paula Vitorino: «as afirmações feitas por sua Excelência, em plena Assembleia da República (…)  em que afirmava em Maio que bastava um acordo entre o nosso Sindicato e a empresa, porque não iria ser assinado um acordo de expansão [no Terminal XXI], existindo problemas laborais, não passou de um embuste e de um teatro», acusou a entidade, concluindo: «Toda a informação que temos agora indica claramente esse cenário».

Para o sindicato, o teatro supostamente perpetrado pela governante «ajudou uma multinacional a passar por cima de muitos seus compatriotas, com base em falsas premissas», fazendo alusão ao entendimento do Governo com a multinacional de Singapura para a ampliação do terminal de contentores do Porto de Sines. «O interesse nacional esse, duvidamos que tenha sido acautelado, com o enorme desconto dado pela concessão, com o bónus de uma interferência directa da nossa actividade sindical, que a nosso ver deveria ser inconstitucional», vincou o sindicato.

Na missiva, o sindicato responsabiliza a Ministra do Mar «por tudo o que irá acontecer daqui em diante», lembrando que não deixará de «denunciar o que está de errado na esperança de que futuramente esteja outra pessoa no seu lugar, para desenvolver um trabalho positivo para os trabalhadores portuários». A greve no Terminal XXI arrancou este dia 12 de Agosto, e terminará no dia 24.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com